Pedro Osório: Ex-companheiro de Janaína está foragido

Ação policial ocorreu no bairro Promorar. (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil concluiu que o desaparecimento de Janaína Lima dos Santos, de 26 anos, tratou-se de um feminicídio. A informação foi passada pelo delegado Rafael Lopes, da Polícia Civil, em entrevista concedida ao jornalista Ivan Lima na terça-feira (22). A prisão preventiva do ex-companheiro Lucas Soares Gonçalves foi expedida e o Ministério Público e a Polícia Civil buscam por informações sobre a localização do foragido.

“Espero que com esse apoio da população a gente consiga de forma plena, levar esse indivíduo responsável pelo crime a que ele preste contas com a Justiça”, afirmou Lopes. Segundo ele, a investigação continua em sigilo, mas o auxílio da população, por meio de informações sobre o paradeiro, pode contribuir com o trabalho desenvolvido.

A promotora de Justiça, Luana Rocha Ribeiro, apontou que a prisão preventiva estava decretada pelo Judiciário desde o mês passado, com a concordância de que existiam elementos mínimos que indicavam a existência de um feminicídio. “Embora não tenha sido localizado o corpo, a gente tem outros elementos, inclusive exames periciais, exames de DNA, a dar conta de que sim, houve um assassinato e de que o principal suspeito é o ex-companheiro da Janaína”, disse a promotora.

Luana também reforçou o sigilo da investigação e afirmou que ainda não é possível fornecer maiores detalhes, para que não haja prejuízo em diligências que estão pendentes, mas que optou por revelar informações com o intuito de demonstrar para a comunidade que não houve esquecimento do caso. “Em primeiro lugar, esta fala tem o objetivo de prestar contas à comunidade e, principalmente, à família da Janaína, de que algo esta sendo feito, de que o Estado está presente e está agindo”, afirmou a promotora.

Além da divulgação de parte do andamento da investigação, a promotora destacou que a iniciativa visa, também, contar com o auxílio da população.

O contato com o Ministério Público pode ser feito por meio do telefone (53) 9900-9891 (Whatsapp). A Polícia Civil recebe informações pelos números, 98427-6962, disponível 24 horas, e 98406-6562 (WhatsApp). Conforme, a promotora, o sigilo da fonte é garantido. “É esse apelo que se faz à população, que qualquer pessoa que tenha informação do paradeiro do Lucas, que hoje é considerado foragido da Justiça, que nos repasse”, disse, ressaltando a importância desse aspecto para a conclusão das investigações.

Relembre
Janaína de Lima dos Santos, de 26 anos, desapareceu em 24 de outubro de 2020 e deixou cinco filhas, com idades entre 2 e 10 anos. O Jornal Tradição Regional mostrou, em fevereiro, que a família da mulher apontou que o companheiro havia informado que Janaína havia saído de casa sem dizer para onde iria.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome