Morro Redondo: Câmara homenageia vice-prefeita na semana dos Festejos Farroupilhas

Ato, que contou a presença de integrantes e ex-integrantes, ex-patrões, atual patronagem, amigos, familiares e autoridades. (Foto: Diego Botefur)

Com o tema da Semana Farroupilha relacionado à Anita Garibaldi e às mulheres gaúchas que tiveram relevante contribuição com a cultura tradicionalista nos municípios, a Câmara de Morro Redondo, homenageou, na sessão do dia 15, a vice-prefeita Angélica Boettge dos Santos (PSDB).

Por fundamentais e relevantes serviços prestados à cultura gaúcha de Morro Redondo, a Câmara idealizou o ato, que contou a presença de integrantes e ex-integrantes, ex-patrões, atual patronagem, amigos, familiares e autoridades.

Ex-integrantes das invernadas, o Adido Cultural do Estado César Oliveira, o deputado federal Lucas Redecker (PSDB) e o governador Eduardo Leite (PSDB), por vídeos, também homenagearam Angélica e destacaram o trabalho e a alegria pela homenagem.

A patroa do CTG Cancela Grande, Ana Eliziane Borges de Freitas, citou a presença, na homenagem, de Lia Patzlaff e Rubens de Souza, que já estiveram à frente da entidade. Tanto a patroa, como Lia e Rubens, citaram que a homenageada é uma pessoa muito especial, iluminada, que cultiva as pessoas para permanecerem dentro do CTG, e que deixa um legado importantíssimo para inúmeras crianças e jovens que, através das invernadas, criaram um laço com a tradição gaúcha no município. A patroa também aproveitou para agradecer a iniciativa da vereadora Leticia Santos (PSDB) de criar o projeto de lei que inclui a cultura tradicionalista nas escolas públicas da rede municipal de ensino.

O pastor da Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil, Jorge Signorini, destacou a gratidão pelo trabalho desenvolvido por Angélica que, segundo ele, é um exemplo a ser seguida para que outras pessoas da comunidade mantenham essas histórias da cultura gaúcha viva, valorizando a tradição no dia a dia.

O presidente da Câmara de Vereadores, Neri Leal (DEM), destacou a dedicação de Angélica, citando que ela se doou durante muitos anos para a entidade tradicionalista. Também citou a importância de ter ouvido vários depoimentos que ilustraram o reconhecimento de que ela fez um ótimo trabalho e que deixou marcas nas vidas de muitas pessoas da comunidade morro-redondense.

A vice-prefeita, muito emocionada, relembrou os primeiros momentos integrando o CTG e falou do quanto o tradicionalismo contribuiu para sua vida, dos momentos difíceis, como para participar das atividades, e também da importância de ter contribuído com a sua entidade da mesma forma que o CTG contribuiu com a sua essência. “Tudo que aprendi no CTG, foi o que busquei, ao longo destes anos, repassar aos que tive a oportunidade de conviver: que precisamos respeitar, sermos dignos. E essas lições levo para minha vida pessoal e profissional. Que a bravura do gaúcho resgate o amor, a dignidade e a seriedade, para que possamos ter um bom desenvolvimento da nossa cidade”, concluiu Angélica.

Histórico

A homenageada ingressou no Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Cancela Grande na década de 90, se tornando a 2ª Prenda Mirim pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), através da 26ª Região Tradicionalista (RT) entre os anos de 1995/1996.

Angélica frequentou durante toda sua juventude o CTG, cultuando os valores que, mais tarde, seriam repassados para as próximas gerações. Também foi posteira cultural e artística da entidade e instrutora de danças das invernadas artísticas que envolveram centenas de integrantes.

A personalidade, com a força da mulher gaúcha, escolhida pelo município dedicou grande parte da sua vida ao tradicionalismo. Entusiasta e apaixonada pela tradição, sempre foi sensível e comprometida com os aspectos sociais do movimento, especialmente entre crianças e adolescentes, oportunizando o resgate da cultura com atividades integradas em escolas municipais e instituições locais, trabalhando na organização de oficinas culturais e sendo uma das principais responsáveis pela integração da tradição gaúcha, com o turismo local e a cultura do município. Ações que contribuíram para o reconhecimento do CTG no âmbito dos saberes regionais e nacionais.

 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome