Sessão comemorativa marca os 49 anos do Museu Carlos Barbosa em Jaguarão

Durante o evento, foi anunciado a futura instalação da sala de audiovisual que receberá o nome da neta de Carlos Barbosa, Lucy Barbosa Gonçalves. (Foto: Divulgação)

Na noite de 25 de maio, a sede do Museu Carlos Barbosa abriu as portas para receber convidados e celebrar os 49 anos de fundação. Durante o evento, foi anunciado a futura instalação da sala de audiovisual que receberá o nome da neta de Carlos Barbosa, Lucy Barbosa Gonçalves, e também foi passado um trailer de um documentário que está sendo gravado para contar a história da família do Dr. Carlos através da perspectiva de quem a conheceu em vida.

Segundo Larissa Bitar, organizadora do evento, para o cinquentenário, foi criada uma linha temporal com as ações que acontecerão ao longo deste ano. “Estamos pensando em várias atividades diferentes, como eventos, agendas semanais, agendas culturais durante toda a semana, reuniões com visitas guiadas. Paralelo a isso, estamos pensando também no reinventar da Casa Museu. Em breve, será lançado um vídeo contanto a história da família do Dr. Carlos Babosa na perspectiva dos familiares que estão vivos, que são a quinta geração. Também estão sendo trabalhadas ações de cunho social, reinventando o Museu nas questões de inclusão social, preocupação com o meio ambiente. Também vai ser criada uma loja trazendo uma identidade para o espaço, para que os visitantes levem lembranças do Museu. Vamos criar um espaço com pesquisas com o acervo do museu”, destacou ela.
Larissa ressalta ainda que dentro da agenda cultural acontecerão diversas atividades, como apresentações, músicas nas temporadas de inverno (dentro da Casa) e de verão (no Jardim) e abordagem de diversas artes.

Histórico da Fundação e Museu Dr. Carlos Barbosa Gonçalves

A Fundação Dr. Carlos Barbosa Gonçalves, inaugurada em 26 de maio de 1975, é uma instituição de caráter cultural e assistencial sem fins lucrativos, instituída por testamento de dona Eudoxia Barbosa de Lara Palmeiro, filha do Dr. Carlos Barbosa Gonçalves, consolidando a vontade que também era de sua irmã, Branca Cardoso Barbosa Gonçalves, para manter o museu biográfico do pai. Após o falecimento de dona Eudóxia, todos os bens herdados por ela passaram para a referida Fundação. Os bens de seu irmão, Dr. Euribíades Cardoso Barbosa Gonçalves, foram herdados por seus filhos, Carlos Barbosa Gonçalves Netto e Lucy Barbosa Gonçalves. Com o falecimento precoce de seu irmão, dona Lucy, sendo a única descendente viva da família, transferiu suas propriedades existentes em Jaguarão para a Fundação, vindo a falecer em 3 de setembro de 2007.

Como se fosse habitada até os dias de hoje, a residência que abriga o Museu Dr. Carlos Barbosa Gonçalves, em estilo eclético, conta com 656 m² de área construída e abriga uma coleção requintada e sofisticada de louças, obras de arte, fotografias, objetos pessoais e todo o mobiliário, a maioria em estilo neoclássico e art nouveau (arte nova), características do final do século 19 e início do século 20.

A Fundação Dr. Carlos Barbosa Gonçalves tem como objetivo principal manter o museu de mesmo nome, onde estão todos os bens deixados pela família.

O Museu abre diariamente para visitação pública, de segunda a sábado, pela manhã, das 9h às 11h; à tarde, das 14h às 17h, e aos domingos com agendamento prévio.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome