Jaguarão: Prefeito decreta luto oficial pela morte do padre Florêncio

Ele completaria 70 anos de sacerdócio em outubro. (Foto: Reprodução)

Na manhã desta segunda-feira (21), o prefeito Favio Telis (MDB) decretou luto oficial por três dias pela morte do padre Florêncio Francisco Lunelli, ocorrida no domingo (20).

Ele era bastante conhecido pelos jaguarenses pelos trabalhos de caridade. Em outubro completaria 70 anos de sacerdócio

Conforme Telis, trata-se de uma pessoa que adotou Jaguarão e trabalhou intensamente, com muita dedicação, fazendo história na comunidade cristã da Cidade Heroica. “Deixará saudades, mas também ficará na nossa memória, alguém que nos trouxe muita alegria”, disse o prefeito.

Padre Florêncio nasceu em 27 de outubro de 1926, em Bento Gonçalves, filho de Paulo Felipe Lunelli e Josephina Fronza Lunelli. Recebeu o sacramento do batismo no dia 10 de novembro de 1926, na Paróquia de Bento Gonçalves, Diocese de Caxias do Sul, ministrado pelo padre José Foscalho.

Ingressou no Seminário São Francisco de Paula em março de 1940. Incardinado na Diocese de Pelotas em 7 de dezembro de 1948, foi recebido por Dom Antônio Zattera. Obteve a ordem do Diaconato no dia 13 de julho de 1952, em Roma, pelo Cardeal Traglia. Recebeu o Sacerdócio no dia 05 de outubro de 1952, em Roma, pelo Cardeal Benedetto Aloísio Masella.

Realizou mestrado em Roma, no ano de 1952 e estudos em Psicologia e Sociologia, no ano de 1953, na Bélgica.

A partir de 1954, desempenhou o ministério sacerdotal por diversas paróquias da Arquidiocese de Pelotas. Dentre elas: Secretário do Bispado e Capelão da Beneficência Portuguesa (1954); Cura da Catedral (1954 – 1956 e 1960 – 1964) e Vigário (1988 – 1989); Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Luz, em Pinheiro Machado (1956 – 1960); Pároco da Paróquia Divino Espírito Santo e professor, em Jaguarão (1964 – 1972); Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus (1972 – 1985) e posteriormente Vigário Paroquial; Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Graça, em Arroio Grande (1985 – 1987); Pároco da Paróquia Nossa Senhora Medianeira, em Turuçu (1993 – 1997); Reitor do Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe; Pároco da Paróquia Senhor do Bonfim, em Morro Redondo (2011 – 2012) e Vigário nas Paróquias Nossa Senhora da Conceição, em Piratini e São Lourenço, em São Lourenço do Sul.

Atualmente residia na Paróquia Divino Espírito Santo, em Jaguarão.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome