Herval declara situação de emergência devido à estiagem

Perdas se acumulam em produções no município.(Foto: Prefeitura de Herval)

A estiagem que se estende no município durante os últimos meses tem provocado danos severos, principalmente no setor primário. Além disso, considerando a ausência de chuvas previstas para as próximas semanas, a Prefeitura de Herval decretou, nesta segunda-feira (10), situação de emergência por conta da estiagem no município.

A medida foi tomada após parecer da Coordenadoria Municipal da Defesa Civil do Município e reuniões com secretarias municipais. De acordo com os laudos, as principais culturas afetadas são soja, milho, abóbora japonesa e feijão, além da produção pecuária de bovinocultura leiteira e de corte, prejuízo que já soma, aproximadamente, R$ 30 milhões. A Secretaria de Agropecuária estima que, em um período de 99 dias, ocorreu apenas 35% de precipitações pluviométricas necessárias para o período, ocasionado a estiagem.

A pasta já está auxiliando munícipes que estão enfrentando a falta de água, principalmente em propriedades rurais, disponibilizando água potável às localidades mais atingidas, numa tentativa de amenizar os efeitos da estiagem. Agora, com o Decreto em vigor, o município poderá mobilizar todos os órgãos municipais para atuarem nas ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário e reconstrução.

O Decreto será encaminhado aos órgãos de Defesa Civil estaduais e federais para reconhecimento nos diversos níveis. A declaração de emergência, após o reconhecimento dos demais entes federados permite ações e aplicação de recursos com maior intensidade no combate à estiagem, além de favorecer o acesso a benefícios socioeconômicos e jurídicos aos atingidos diretamente pela situação.

Confira o Decreto na íntegra: http://www.herval.rs.gov.br/legislacao/interna/3333/situacao-de-emergencia

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome