Cerrito: Artesãos ganham espaço para divulgar trabalhos no Espaço de Arte Mãos que Criam

Peças feitas por artesãos são únicas. (Foto: Rodrigo Netto/JTR)

O Galpão Crioulo da cidade de Cerrito abre suas portas todos os sábados para os artesãos da cidade e também para os da vizinha Pedro Osório. Neste momento de pandemia, é um local amplo e seguro, com cobertura, dando espaço para os artistas exporem seus trabalhos.

Todos os sábados, das 14h até às 18h, o local recebe diversos visitantes para conferir, nas bancas, o trabalho feito pela mão de cada um dos artesãos. No sábado (11), a reportagem do Jornal Tradição Regional foi conferir de perto o belo trabalho produzido e exposto.

Espaço no local é amplo. (Foto: Rodrigo Netto/JTR)

Fomos recebidos por uma das organizadoras, Maristela Luzardo, que atenciosamente nos apresentou a cada uma das artesãs e seus trabalhos. Neste mesmo dia, o grupo Mãos que Criam estava recebendo a visita de dois artistas da cidade de Pinheiro Machado.

O intercâmbio entre eles, além de fortalecer os vínculos, ajuda na troca de experiências, melhorando e ampliando as atividades destes, que fazem trabalhos únicos e individuais. Quando se compra uma peça feita de um artesão, está adquirindo-se algo único, algo que teve horas e até dias de trabalho investido e que é feito com muito amor e dedicação. Além disso, há a promoção do comércio e das famílias locais.

Prefeito Douglas Silveira visitou o local. (Foto: Rodrigo Netto/JTR)

No meio da tarde, o prefeito Douglas Silveira, acompanhado do secretário de Cultura Jerri e o vereador Funari foram até o espaço Mãos que Criam, visitar os artistas locais e mais uma vez reassumir o compromisso de ajudar e incentivar aos artesões locais e das cidades vizinhas.

Nesta edição, ainda era possível trocar um quilo de alimento não perecível por uma muda de planta feita pelos próprios artesões. As plantas variavam de suculentas e até árvores frutíferas. Conforme Maristela Luzardo, ações assim marcam as atividades do grupo, que busca, ainda, ajudar outras famílias.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome