Está aberta oficialmente a colheita do arroz no Estado

O evento realizado pelo quarto ano consecutivo, na unidade da Embrapa Clima Temperado de Pelotas, (Foto: Luciara Schneid)

Sob um calor de quase 30 graus, foi aberta na tarde desta sexta-feira (18) a colheita do arroz no Estado. A cerimônia que marcou o ato oficial de abertura da colheita foi realizada, na sede da Estação Experimental Terras Baixas (EETB), no município do Capão do Leão, com a presença de autoridades dos governos federal e estadual e representantes dos diversos municípios da Zona Sul. O evento realizado pelo quarto ano consecutivo, na unidade da Embrapa Clima Temperado de Pelotas, é uma realização da Associação das Federações de Arrozeiros do Estado (Federarroz), em parceria com a Embrapa e Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga).

Apesar das dificuldades climáticas, o Estado consolidou uma área plantada de 957.185,72 hectares de arroz irrigado na safra 2021/2022, um incremento de 1,3% na área em relação à safra 2020/2021, quando foram cultivados 945,92 mil hectares. De acordo com o presidente do Irga RS, Rodrigo Machado, até quinta-feira (17), o Estado registrava a colheita de 12 mil hectares da área total. Machado já admite frustração de safra, devido à estiagem que atinge o Estado, com áreas perdidas em regiões arrozeiras como a Fronteira Oeste mas ressalta que em 20 a 30 dias, o Instituto deve ter uma noção mais clara e divulgará números com maior assertividade.

Ele destacou ainda, o aumento nas áreas de soja e milho em rotação com o arroz. Na soja, o incremento é de 8,7%  em relação à última safra, com 398, 22 mil hectares cultivados. Em 2020/2021, foram 366, 22 mil hectares plantados.

A Zona Sul do Estado registrou 161 mil hectares cultivados com arroz e 109 mil hectares de soja em rotação com o cereal. A colheita na região deve se intensificar a partir do mês de março.

Em sua 32ª edição, o evento de Abertura Oficial da Colheita do Arroz ocorreu desde quarta-feira (16) e trouxe à discussão o tema A produção de Alimentos no Pós-Pandemia – Novos Patamares, Novos Desafios. Neste período, mais de nove mil pessoas, entre produtores, técnicos e especialistas passaram pelo local, onde puderam conhecer as novidades tecnológicas para o arroz, soja e outros grãos junto às vitrines tecnológicas, preparadas especialmente para o evento. O evento contou ainda com debates técnicos, durante seminário realizado nos dois primeiros dias e homenagens como a tradicional entrega da Pá do Arroz, a destaques do setor. A abertura teve ainda a participação de mais de 100 empresas e representantes de 20 estados brasileiros e de dez países.

No ato oficial de abertura, o fundador da Federarroz e destaque no setor arrozeiro, Breno Prates, falecido em julho de 2021, aos 81 anos foi homenageado com o seu nome atribuído à lavoura da abertura oficial. Familiares do homenageado participaram do evento e a filha, Carla Prates, falou em nome da família e agradeceu a homenagem recebida.

Participaram do ato, ainda, representantes do Senado, Câmaras Estadual e Federal, prefeitos, vereadores entre outras lideranças políticas da região. O secretário de Estado do Meio Ambiente e Infraestrutura, Luiz Henrique Viana, representou o governador do Estado, Eduardo Leite.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome