David Martins é o pré-candidato à Prefeitura de Capão do Leão pelo PSDB

David Martins concorre ao cargo pelo PSDB a convite do deputado federal Daniel Trzeciak. (Foto: Julia Barcelos/jJTR)

Com 36 anos de idade, David Martins sempre esteve envolvido com a política. Neste ano, Martins concorre à Prefeitura de Capão do Leão pelo PSDB a convite do de­putado federal Daniel Trzeciak. O pré-candidato a vice-prefeito pela chapa já foi escolhido e deve ser anunciado em breve. Porém, Mar­tins antecipa que o candidato per­tence à coligação.

O político veio de uma família hu­milde, com mãe doméstica e pai apo­sentado por invalidez devido a uma doença desenvolvida aos 35 anos. Com isso, trabalhava nas campanhas desde sua adolescência, filiando-se ao PDT com 18 anos, quando foi pre­sidente da juventude do partido.

Além de político, Martins é pro­fessor de música. É graduado em Licenciatura em Música – Canto e Piano e Tecnólogo em Gestão Pú­blica, ambos pela Universidade Fe­deral de Pelotas (UFPel). Ao longo de sua carreira, ele trabalhou como assessor de vários políticos de Ca­pão do Leão e como professor de música, inclusive na UFPel, cargo que renunciou para se dedicar in­tegralmente à política.

Em 2016, concorreu para o cargo de vereador, elegendo-se como o se­gundo mais votado. Na função, Mar­tins se envolveu em algumas pautas do município, como o passe-livre es­tudantil, o auxílio a pessoas do es­pectro autista, projetos culturais e artísticos, auxílio aos bairros, entre outros. Em 2020, concorreu à reelei­ção e tornou-se o vereador mais vo­tado da história do município, com 819 votos. Depois, foi convidado pelo PTB para concorrer a deputado es­tadual, obtendo 6.150 votos, sendo 4.430 de eleitores de Capão do Leão.

Quanto às suas propostas de go­verno, Martins destaca os três pontos que, em sua opinião, “são as princi­pais dores do município”: a saúde, o desemprego e falta de incentivo às empresas e a pavimentação pública.

Saúde

O principal ponto ressaltado pelo pré-candidato é a criação de um sistema que integre todos os postos de saúde de forma digital, uma vez que atualmente todo o processo é feito através de papéis. “Você consulta em uma unidade e não pode consultar em outra, por­que o teu prontuário ficou na pri­meira”, explica. Dessa forma, a ideia é criar um sistema digital, no qual serão cadastradas as informações dos pacientes e que poderão ser acessadas em todos os pontos de atendimento. Martins afirma que pretende trazer a utilização dessa tecnologia também na Administra­ção Pública, que também enfrenta o mesmo problema.

O político comentou ainda sobre a falta de profissionais nas Unidades Básicas de Saúde, o que acaba sobrecarregando o Pronto Atendimento. Também mencionou a falta de profissionais da pediatria, obstetrícia e ginecologia. Para me­lhorar este cenário, Martins afirma que é necessário utilizar os recur­sos públicos de forma precisa.

Outro ponto indicado pelo pré-candidato é qualificar a regulação da fila de espera para procedimentos es­pecializados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Atualmente, as filas são compostas por pacientes de toda a região e ordenadas de acordo com a prioridade dos atendimentos. No entanto, é preciso que os profissio­nais descrevam de forma precisa os sintomas dos pacientes a fim de co­locá-los em uma posição adequada na fila, o que não acontece no muni­cípio, de acordo com Martins.

Desemprego e incentivo

às empresas

Para reduzir o desemprego e incentivar a instalação de novas empresas, o pré-candidato afir­ma que irá atualizar as leis muni­cipais a fim de criar um ambiente favorável para os empreendedo­res. Além disso, pretende qualifi­car servidores públicos para fisca­lização e aprovação mais eficiente destes estabelecimentos. Martins também quer promover a valori­zação da Agricultura Familiar por meio da compra de produtos para utilização na alimentação dos alu­nos nas escolas.

Além disso, trabalhará na divul­gação da Lei da Aprendizagem, que visa toda empresa com sete funcio­nários ou mais ter a obrigatorieda­de de, no mínimo, contratar um jo­vem aprendiz. Entrando um pouco mais na área da Educação, o pré-candidato comenta a importância de qualificar a mão de obra dos jo­vens desde a escola, através da dis­ponibilização de cursos técnicos.

Na Educação Infantil, pretende delimitar requisitos básicos para es­colas privadas e prazos maiores para outras qualificações necessárias. De­pois, serão feitas fiscalizações para o controle de qualidade dos educan­dários. Além disso, reservará vagas nessas instituições para famílias que não possuem condições de pagar por essa matrícula, o que possibi­litará maior flexibilidade para esses pais poderem trabalhar.

Pavimentação pública

Martins afirma que este fator está diretamente ligado à promo­ção de emprego. Isso porque gran­de parte da economia do municí­pio é baseada na agricultura e os produtores precisam de estradas em boas condições para o esco­amento de seus produtos. Além disso, o político aponta que me­nos de 8% das estradas e vias do município são asfaltadas. Essa falta de pavimentação e manutenção também seria um fator que dificul­ta o funcionamento do comércio.

Na área rural, como vereador, Martins já ajudou a adquirir alguns maquinários, como patrolas, retroes­cavadeiras e caminhões. Se for eleito prefeito, ele afirma que garantirá ain­da mais máquinas para requalificar as estradas rurais, prometendo ainda criar um cronograma de manuten­ções e firmar parcerias com o produ­tor rural. Na área urbana, a intenção é acabar com as valetas de esgoto a céu aberto. O pré-candidato ex­plica que, se for necessário e viável economicamente, será feita a insta­lação de tubos na cidade. “Não fare­mos nada sem planejamento, pode demorar um pouco algumas ações do governo, e a gente sabe que al­gumas decisões precisam ser feitas de imediato, como agora durante as enchentes, mas o que pode ser planejado, será”, concluiu.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome