Defesa Civil em alerta em Capão do Leão

Fonte de captação de água pela Corsan, Arroio Padre Doutor (Foto: Divulgação)

A Defesa Civil de Capão do Leão está em estado de alerta. A cada duas horas pontos críticos da zona rural e do município são monitorados por agentes municipais da Defesa Civil. Somente na terça (29) e quarta-feira (30), caíram mais de 70 milímetros de chuva. No acumulado, são mais de 300 milímetros de chuva que encheram canais, córregos e valetas, além disso, causaram danos às estradas de chão batido e aumentou o número de buracos nas avenidas asfaltadas João Feliciano Xavier, no Centro, e Três de Maio no Jardim América, o motorista que transitar por essas avenidas deve ter muito cuidado.

De acordo com a coordenadora da Defesa Civil Municipal, Mara Porto, até o momento, nenhuma família precisou ser resgatada, mas elas estão sendo monitoradas, constantemente, por agentes e se for preciso retirá-las, a Prefeitura disponibilizou o Santa Tecla Futebol Clube e o Centro de Tradições Herança Campeira. O Arroio Padre Doutor, que corta o município, está bem acima de sua capacidade normal, em alguns trechos já transbordou. Além de Capão do Leão, cidades da região como Pelotas, São Lourenço do Sul, Jaguarão, Pedro Osório, Cerrito, Piratini, Dom Pedrito, Canguçu e Morro Redondo também estão em alerta por causa do excesso de chuvas.

Cemaden faz alerta
Eram 8h36 de quarta, quando o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), em Brasília, emitiu um boletim de risco hidrológico moderado, avisando da possibilidade de ocorrência de inundação dos arroios São Pedro, Padre Doutor e Fragata. Os monitoramentos são feitos via satélite e o alerta era sobre áreas de instabilidade que poderiam provocar inundações em pontos isolados de alagamentos na região. A recomendação do Cemaden é de que em caso de enchente fossem realizadas ações que constam no Plano de Contingência Municipal.

Vazamento de óleo
Além das chuvas intensas que atingem a cidades da Região Sul, a Defesa Civil de Capão do Leão em parceria com a Defesa Civil Estadual foram acionadas por moradores da rua Cidade de Canguçu, no bairro Jardim América, reclamando de um cheiro muito forte de óleo. Foi constatado pelos agentes estaduais, um vazamento na tubulação de escoamento de óleo da empresa Rio Sul.

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), também participou da operação e de imediato colheu amostras do óleo para análise. A empresa Rio Sul, foi notificada pela Fepam a dar explicações sobre o ocorrido. O vazamento foi contido e a situação voltou à normalidade no local. A Coordenação Municipal da Defesa Civil disponibilizou três números de telefones para população, em caso de emergência: Pronto Atendimento Médico (PAM), (53) 3275-1102; Emater, 3275-1421; e Defesa Civil, 99108-7775.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome