Canguçu: Aprovada lei para acompanhamento psicológico para mulheres vítimas de violência

Vereadora Iasmin Roloff (PT), autora do projeto, destaca a importância do cuidado com a saúde mental das vítimas de violência. (Foto: Liziane Stoelben/JTR)

Os vereadores da Câmara Municipal de Canguçu aprovaram, em sessão plenária realizada na semana passada, o projeto 59/2021 que prevê a implementação de acompanhamento psicológico para mulheres vítimas de violência no município. O projeto aguarda sanção do Executivo.

De autoria da vereadora Iasmin Roloff (PT), a iniciativa foi embasada na existência de casos de violência, no município, que afetam diretamente o estado psicológico das vítimas. De acordo com a lei, os profissionais irão trabalhar recursos para que as mulheres afetadas consigam sair da situação de violência sofrida, a partir da autoajuda proporcionada com o atendimento psicológico. O acompanhamento será realizado por profissionais habilitados nas unidades de saúde de Canguçu

Além disso, será realizada a constituição de uma rede de trocas de experiências entre participantes. A vereadora destacou que é importante também que o projeto seja sancionado pelo Executivo“É importante pensarmos na saúde mental das pessoas, principalmente quando se remete à vítimas de violência”, lembrou a parlamentar. “A violência deixa na vida das pessoas lesões que vão pra além de traumas físicos. Os traumas causados por agressões, sejam elas físicas ou psicológicas, precisam ser tratados por profissionais qualificados. Apenas uma pequena parcela dos cidadãos tem condições de pagar por um tratamento psicológico e é dever do Estado cuidar da saúde mental e psicológica de todos. Precisamos estar atentos a este tema”, complementou.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome