Sindicato Rural de Arroio Grande mantém uma série de ações junto à comunidade

Sessões de equoterapia são realizadas nas dependências da sede rural do Sindicato. Foto: Arquivo/Divulgação

Mesmo com a pandemia de coronavírus mudando as dinâmicas de trabalho em diversas áreas, o setor produtivo tem sido responsável por diminuir os impactos econômicos em Arroio Grande, pois mais de 80% da arrecadação é alavancada pelo agronegócio. Com o avanço da Covid-19, as entidades sindicais tiveram que se reinventar, sem deixar de prestar suporte aos produtores, como no caso do Sindicato Rural.

No decorrer do atual momento, a entidade está mantendo projetos que não só envolvem os produtores, mas também que representam impacto social na comunidade. Uma das parcerias é com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) da cidade, junto às sessões de equoterapia que são realizadas nas dependências da sede rural, onde recentemente a diretoria da Associação realizou uma visita reforçando o agradecimento pela parceria e idealizando novos projetos com a entidade, como a criação de uma horta.

Presidido por Ladislau Silveira, que foi reconduzido ao cargo máximo nesse ano, o Sindicato também desenvolve ações de assistência aos produtores, como o Programa de Assistência Técnica e Gerencial (Ateg) – criado em 2013 pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) – que leva aos pequenos produtores rurais assistência em gestão da propriedade e técnicas de produção. É direcionado a quem nunca recebeu assistência técnica regular, atendendo no município 30 produtores em consultorias individuais e na propriedade uma vez ao mês e gratuitamente.

Representantes das diretorias do
Sindicato Rural e da Apae. Foto: Arquivo/Divulgação
Uma das ações que está sendo desenvolvida pelo Sindicato
é o Programa de Assistência Técnica e Gerencial (Ateg). Foto: Arquivo/Divulgação

Em relação a esse projeto, a intenção é também atender os trabalhadores da agricultura, por isso busca propriedades participantes que queiram contar com a assistência técnica em qualquer cultivar.

A participação ativa dos membros da diretoria do Sindicato em outros órgãos também é expressiva, o que coloca a entidade em um importante patamar no desenvolvimento de ações e tomada de decisões que contribuem para o município. Atualmente, a entidade possui participação em diversos conselhos municipais e tem vaga titular no comitê da Bacia Mirim-São Gonçalo, que faz parte do Sistema Nacional de Gerenciamento dos Recursos Hídricos.

A composição do comitê é diversificada e democrática, pois todos os setores da sociedade podem ter representação e poder de decisão sobre a gestão da bacia, além dos usuários da água e do poder público, com isso o Sindicato Rural marca sua presença nesse importante órgão que gerencia os recursos hídricos da Bacia Mirim-São Gonçalo.

Dentro do Sistema Farsul, o Sindicato Rural também possui uma atuação dinâmica, sendo protagonista em quatro comissões: arroz, bovinos de corte, grãos e ovinocultura, ampliando a possibilidade de luta pelos interesses dos produtores da região, junto à principal entidade representativa do setor produtivo que é a Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul).

O Sindicato Rural é responsável por realizar um dos principais eventos que concentra o setor do agronegócio, que é a Expofeira. No entanto, com atual situação devido ao coronavírus, a edição de 2020 foi cancelada. Mesmo assim, o Sindicato tem buscado se reinventar e realizar uma série de ações virtuais para marcar o período em que o evento seria realizado. Até o momento, o que há de concreto é a realização de uma fase local do Expocanto no dia 24 de outubro, tradicional festival de música nativista ligado à exposição.
Nesta edição especial, em uma parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, o evento acontecerá online e as inscrições para o festival estão abertas até o dia 3 de outubro com regulamento e ficha publicados na internet.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome