Arroio Grande: Vereadores do PDT justificam voto favorável ao projeto de financiamento de R$ 4 milhões

(Foto: Camila Lima)

Após o processo de votação e aprovação na Câmara de Vereadores do projeto de financiamento da Caixa Econômica Federal que prevê investimentos em infraestrutura para o município de Arroio Grande, os vereadores de oposição Itamar Botelho da Silva (PDT) e Alexandre Cardozo (PDT) manifestaram-se sobre a repercussão da aprovação do projeto. Na ocasião, os dois vereadores optaram por votar a favor da aquisição do financiamento, contrariando outros membros da bancada do PDT. Cardozo destacou que de forma alguma houve traição ao partido, já que por parte do diretório do partido não foi exigido nenhum posicionamento contra o projeto.

“Houveram muitos comentários sobre traição partidária, no entanto procuramos votar a favor da comunidade. Arroio Grande tem mais de 140 anos e já deveria ter mais ruas calçadas… Conversei com as pessoas e achei necessário votar a favor”, destaca Cardozo.

Já o vereador Itamar Botelho exalta que o PDT avançou no projeto democrático ao liberar
os vereadores para votarem como achassem melhor. “Creio que o investimento de R$ 4 milhões é benéfico. Acredito que a aprovação do projeto passou pelo meu voto e do vereador Alexandre. Esse projeto vai beneficiar a comunidade gerando emprego e valorizando os imóveis das ruas contempladas com o calçamento”, pondera Botelho.

Os outros dois vereadores da bancada que compõe o partido, Oscar Schuster Neto e José
Luiz Kosby justificaram o voto contrário por conta do endividamento adquirido pelo
município que deve ficar para o próximo gestor e a real aplicação dos recursos que no
projeto estão previstas para calçamento, iluminação e a construção do pórtico na entrada
da cidade, salientando que os recurso deveriam ser aplicado em obras que ocasionassem
um maior impacto social citando por exemplo investimentos em habitação, educação e
saúde. O projeto de financiamento foi aprovado no dia 15 de julho em Sessão
Extraordinária sendo aprovado com os votos favoráveis de Sidney Bretanha (PSB),
Vandré Vieira (PP), Alexandre Cardoso (PDT), José Claudio D’Ávila (PP), Idimar
Furtado (PTB), Mauro Nunes Telles (PSD) e Itamar Botelho (PDT). Já Oscar Schuster
Neto (PDT) e José Luiz Kosby (PDT) votaram contra.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome