Vice-prefeito de Arroio Grande se reúne com ministro e entrega pleitos em defesa de Santa Isabel

Casca Silva (Progressistas) se reuniu com o ministro de Estado da Secretaria Extraordinária da Presidência da República, Paulo Pimenta, para entregar diversas reivindicações da comunidade de Santa Isabel. (Foto: Rafael Viana/JTR)

Na quarta-feira (25), o vice-prefeito Casca Silva (Progressistas) cumpriu agenda em Porto Alegre, onde se reuniu com o ministro de Estado da Secretaria Extraordinária da Presidência da República, Paulo Pimenta. Na oportunidade, Silva entregou uma série de reivindicações alinhadas com os moradores do distrito de Santa Isabel durante uma reunião no gabinete do prefeito Ivan Guevara (Progressistas), realizada no início da semana, com representantes da comunidade pesqueira. Entre as demandas, está a possibilidade de interceder junto à Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para que os moradores da localidade tenham isenção da taxa de energia elétrica por seis meses, como forma de minimizar os prejuízos causados pelas enchentes na região.

Auxílios federais

Foi solicitado que a equipe ministerial interceda junto ao governo Federal para promover a liberação imediata dos recursos, uma vez que as famílias cadastradas ainda não receberam o auxílio. O vice-prefeito destacou ao ministro que a comunidade vive exclusivamente da pesca e que, diante da catástrofe climática ocorrida em maio, os trabalhadores estão impossibilitados de exercer a profissão, pois não têm para quem comercializar o pescado.

Além disso, mais de 90% da área onde residem as famílias continua tomada pelas águas. A comercialização do pescado também foi assunto tratado por Silva em reunião com a superintendente regional da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Luzia Rosalina Teixeira. O objetivo é buscar alternativas para o escoamento da produção.

O apoio para projetos estruturais também fez parte da agenda do representante arroio-grandense na Capital gaúcha. Pensando no futuro, Silva protocolou o pedido para a construção de um dique e duas casas de bombas, uma em Santa Isabel e outra no Promorar, obras que trarão maior segurança para a comunidade, permitindo o controle da água.

O governo Municipal também busca, junto à Defesa Civil, a homologação do Decreto de Calamidade, ressaltando que a zona rural enfrenta problemas estruturais significativos, resultando em perdas econômicas consideráveis.

Casca Silva em reunião com a superintendente regional da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Luzia Rosalina Teixeira. (Foto: Rafael Viana/JTR)
Casca solicitou que a equipe ministerial interceda junto ao governo Federal para promover a liberação imediata dos recursos, uma vez que as famílias cadastradas ainda não receberam o auxílio. (Foto: Rafael Viana/JTR)

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome