Justiça Social é o foco do trabalho da Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Desenvolvimento Social de Arroio Grande

Inácio Lima, responsável pela Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Desenvolvimento Social de Arroio Grande/Foto: Rafael Viana

Praticamente fechando o primeiro mês da nova gestão do Executivo Municipal de Arroio Grande, a Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Desenvolvimento Social vem desenvolvendo um trabalho dinâmico e com ampla atuação envolvendo ações que contemplam o atendimento do  Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), o Programa Criança Feliz, Restaurante Popular, Casa do Menor, Agência FGTAS/Sine, Cartão Cidadão e Programa Minha Casa Meu Lar. 

Com uma equipe comprometida em colocar em prática a justiça social, a Secretaria trabalha com o foco em apresentar ferramentas para promover o desenvolvimento da comunidade. O responsável pela Pasta, Inácio Lima, ressalta que uma das demandas que busca atender é promovendo ações em benefício da proteção da mulher, crianças e idosos, necessidade que faz parte da realidade arroio-grandense. Para isso pretende através da realização de oficinas junto ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), contemplando diversas áreas. A Secretaria também atua na execução de um projeto piloto de uma horta comunitária que deve ser estendido para os bairros da cidade. 

Dentro do programa Criança Feliz, Lima ressalta que está sendo realizada a capacitação da equipe que irá atuar no programa. Um dos grandes projetos que envolve a Secretaria é o Cartão Cidadão que atualmente contempla 486 beneficiários e a partir de março deve ser ampliado buscando novos beneficiários e reajustando o valor recebido pelas famílias. 

Já, uma das problemáticas destacadas por Inácio Lima é em relação a Habitação, o Secretário afirma que em 25 dias à frente do trabalho já recebeu cerca de 80 solicitações para melhorias e construções. Por isso pretende ampliar o projeto de habitação através do Programa Minha Casa Meu Lar, onde já foi feito junto à Caixa Econômica Federal uma consulta para a viabilidade de financiamento para construção de casas populares. 

Outra alternativa destacada por Inácio, veio de uma conversa junto ao Presidente do Legislativo Municipal, João Cézar Larrosa, que trata da construção de chalés pré-fabricados, o que diminui os custos e torna viável para o município. Arroio Grande possui cerca de 50 terrenos habilitados para construção e através das ações habitacionais, busca regularizar mais áreas para solucionar o problema de falta de moradia que é uma realidade de muitos arroio-grandenses. 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome