Cultura fortalecida: Projetos lançam novo olhar sobre Arroio Grande

Festival de Samba Enredo de Arroio Grande ocorreu em formato virtual para celebrar o carnaval (Foto: Divulgação)

*Com informações da Secult

Ao longo dos seus 148 anos, o município de Arroio Grande tem sido local de grandes movimentos e manifestações culturais nas mais diversas áreas. Mesmo em um período difícil, enfrentado atualmente por conta da pandemia de coronavírus, a Secretaria Municipal de Cultura (Secult) encontra alternativas em projetos que buscam manter viva as atividades e a valorização cultural.

Já nos primeiros meses de 2021, a equipe da Secult empenhou-se em desenvolver diversos projetos, entre eles, a campanha da visibilidade trans – “O respeito transforma o sentimento”, ação alusiva ao dia 29 de janeiro que é marcado no calendário nacional como Dia da Visibilidade Trans. Dentro das atividades propostas, foram feitas produções audiovisuais, entrevistas e publicações educativas sobre gênero, evidenciando a luta da comunidade trans e dos esforços por sua garantia à dignidade e acessos aos direitos.

De acordo com o relatório disponibilizado pela Secult, a campanha feita através das redes sociais alcançou 24.178 pessoas com nove publicações informativas entre os dias 8 e 29 de janeiro. “As atividades aconteceram sob o slogan ‘O respeito transforma o sentimento’, porque é justamente o respeito que estamos buscando com a iniciativa educativa. Ser trans não é ilegal, ilícito ou contagioso e, ainda assim, grande parte das pessoas trans é marginalizada da nossa sociedade, seja por preconceito ou questão de acessibilidade. As pessoas precisam enxergar e compreender a causa, o que a comunidade vive na pele”, explica a secretária de Cultura, Anelize Carriconde, ao falar da campanha. A ação que gerou impacto na comunidade trouxe à tona discussões importantes, principalmente no que diz respeito ao combate ao preconceito.

O carnaval também não ficou de fora do plano de ações da Secretaria. Considerada uma das maiores manifestações culturais do município, a folia ganhou as redes sociais com a criação do Festival de Samba Enredo de Arroio Grande. Pioneiro neste formato, o evento teve objetivo de registrar em forma virtual alguns dos principais sambas-enredo que já passaram pela avenida Dr. Monteiro nestes mais de 30 anos de desfiles.

O festival, que teve a organização em parceria com a Liga das Escolas de Samba de Arroio Grande (Lesag), alcançou um alto índice de audiência em sua transmissão, além de unir os músicos, intérpretes e diretores das agremiações carnavalescas em um momento muito especial.

A Secult mantém-se atenta às organizações sociais e aos movimentos culturais que surgem e são importantes para a formação da identidade local.

Arte para todo mundo ver
Em conjunto com a Prefeitura Municipal, a Secult está desenvolvendo um projeto que busca humanizar os prédios públicos. Para isso, estão sendo expostas réplicas de obras pertencentes a Pinacoteca Paulo Peres, em forma de painéis (em compensado marítimo revestido com lona) e afixadas em paredes de prédios públicos.

A Pinacoteca Municipal Paulo Peres possui um acervo de mais de 30 obras – majoritariamente de artistas locais – adquiridas através de salões de artes plásticas, editais de aquisição de bens culturais e doações e com esse projeto ficarão ao alcance da comunidade. “Acreditamos na arte como forma de humanização dos espaços públicos, sendo função da elite cultural da sociedade propiciar meios de viabilizar essa oportunidade.

A convivência com arte para aqueles que dela têm pouca notícia capacita e desenvolve pessoalmente, principalmente se estiver localizada nas periferias da cidade”, ressalta a secretária de Cultura.

Atualmente, a equipe da Secult está em andamento com a organização da Conferência Municipal de Cultura. Anelize informa que serão realizadas seis pré-conferências em formato virtual e abordando temáticas diversas, buscando preparar o grande encontro que deverá ocorrer no segundo semestre sustentando a esperança de que seja viável realizar.

As pré-conferências irão debater quais as políticas públicas para a cultura para o curto, médio e longo prazo.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome