Centenário do 4º BPM é marca histórica da segurança pública dos municípios da região

A sede do4º BPM, que já passou por alterações de nome desde a criação. (Foto: Arquivo/4º BPM)

Completando 100 anos na quarta-feira (21), o 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), comemorou a data com um ato, na sede, em Pelotas, localizada na avenida Bento Gonçalves, nº 3207. O Batalhão é responsável por cobrir a segurança de nove municípios da Zona Sul. Durante o evento, foram concedidas honrarias a oficiais ativos e da reserva e realizado um desfile da banda do Batalhão.

Tendo sido inaugurado em 1924, após a assinatura do Pacto pela Paz em 1923, no município de Pedras Altas, o Batalhão atravessa a história do Rio Grande do Sul, e consolida-se como um marco na segurança pública da região.

Abrangendo as cidades de Pelotas, Arroio do Padre, Capão do Leão, Canguçu, Morro Redondo, Pedro Osório, Cerrito, Piratini e Pinheiro Machado, a unidade divide-se em quatro seções administrativas, em que apresentam-se os departamentos: Pessoal, Inteligência – em que é feito o trabalho policial e a análise criminal -, Operações e por fim, Logística. O Batalhão conta ainda com três companhias operacionais, responsáveis pelo policiamento na cidade e arredores, tendo, especificamente, uma destacada em Canguçu. Conta também com uma Força Tática, uma Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM), Patrulha Maria da Penha, Equipes do Proerd, Patrulhas de Policiamento Escolar e Patrulhas Rurais.
Comandante do 4º BPM desde 2019, Paulo Renato Scherdien conta que é uma grande responsabilidade estar no comando durante um marco tão importante. “O Batalhão teve diversas fases desde a fundação, que tinha a finalidade bélica de proteger uma região do estado. Até hoje, a nossa missão principal é a preservação da ordem pública através da prevenção da ostensividade,” relata o coronel, que também serviu na unidade durante o período de 1999 a 2010.

A origem, deu-se a partir do fim da Revolução Assisista e a assinatura do Pacto de Pedras Altas, em 1923. O Governo do Estado da época preocupou-se com a segurança da Zona Sul e, diante dos constantes movimentos desde 1893, resolveu estabelecer na região uma unidade da Brigada Militar com base fixa em Pelotas. Como consequência de um ato governamental, nasceu em 21 de fevereiro de 1924, o 4º Batalhão de Infantaria Montado (4º BIM), denominação que vigorou até 7 de outubro de 1930.

Nos anos seguintes, recebeu outras denominações, como 4º Batalhão de Infantaria (4º BI), de 07 de outubro de 1930 a 20 de abril de 1936; 4º Batalhão de Caçadores (4ºBC), de 20 de abril de 1936 a 17 de maio de 1961; 3º Regimento de Polícia Rural Montada (3º RPR Mont ), de 17 de maio de 1961 a 18 de dezembro de 1968; 4º Regimento de Polícia Rural Montada (4º RPR Mont), de 18 de dezembro de 1968 a 15 de maio de 1970; e 9º Batalhão Policial (9º BP) de 15 de maio de 1970 a 16 de junho de 1970. Desde 16 de junho de 1970 é denominado 4ºBPM.

Presença

Sobre as operações realizadas em patrulhamento dos municípios, Scherdien destaca o momento atual como sendo de muito trabalho e redução criminal. “Uma das nossas prioridades sempre foi analisar o que aconteceu dentro de delitos criminais, fazendo um trabalho semanal de analisar esses números e aplicar nossas ações naqueles locais, naqueles dias e horários que tenham uma maior incidência para sempre buscar a redução”, explica.

Neste sentido, ao longo do ano, os integrantes do Batalhão, com a finalidade de diminuir os índices de criminalidade no município, buscam intensificar suas ações nas operações consideradas mais necessárias, ou seja, aquelas que ocorrem em momentos que indicam haver maior movimentação de pessoas nas ruas e, por consequência, maior possibilidade de incidentes criminais, como acontece em períodos de festividade, férias ou épocas que garantam uma maior rentabilidade na área comercial.

Algumas das operações lançadas pela Brigada Militar visando maior segurança da população, são: Operação Volta às Aulas, que consiste na intensificação das forças policiais para garantir a segurança externa na região das escolas e segue até o fim do ano letivo; Operação Desmanche, que realiza averiguação da revenda de peças automotivas para reduzir furtos e roubos de veículo; Operação Perturbação, que reforça o combate à criminalidade e à perturbação do sossego em áreas específicas da cidade; Operação Papai Noel, que trabalha integrada a guarda civil e reforça o policiamento na região central durante o mês de dezembro; Operação Golfinho, que está inserida dentro da Operação Verão do estado do Rio Grande do Sul e realiza o reforço nas praias da região, dentre outras que apresentam-se tanto como eventuais quanto permanentes.

Os trabalhos também se estendem a projetos sociais, como o Programa Educacional de Prevenção ao Uso de Drogas e a Violência (Proerd), a campanha Cabelos de Aço, recebendo a doação de mechas de cabelo para destinação a confecção de perucas por entidades que repassam a mulheres com câncer, a Campanha do Agasalho, e ações solidárias em datas como a Páscoa e o Natal.

Novidades

Marcando seus 100 anos de atividades, uma das novidades previstas para 2024, é a inauguração de mais uma sala de operações em Pelotas, local em que primeiro chega a informação e as ligações recebidas pelo 190. Scherdien informa que o espaço já está pronto, recebendo os equipamentos conforme chegam. “É bom para que a gente tenha mais uma porta de entrada da ocorrência para a Brigada Militar,” diz.

Scherdien acrescenta ainda que o espaço mais amplo, contará também com maior tecnologia e videomonitoramento das câmeras pela cidade. Também é realizado no local o monitoramento do programa de monitoração de agressores de violência doméstica – em que o agressor utiliza a tornozeleira eletrônica e a vítima, em caso de aproximação, é notificada através do aplicativo no celular, que emite automaticamente um alarme na sala de operações, facilitando assim o despacho de viaturas para proteção da pessoa em situação de risco.

Programação

A celebração do centenário do 4º BPM acontece também neste fim de semana. Na sexta-feira (23), haverá homenagem ao centenário na Câmara Municipal de Vereadores de Pelotas, às 19h. No sábado (24), às 20h, haverá corrida noturna em parceria com o Sesc RS, com saída da Casa da Praia no Laranjal.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome