Cooperativas agropecuárias gaúchas têm boas perspectivas para as culturas de verão

Resultado anual de 2020 foi divulgado em março de 2021. (Foto: Divulgação)

O mês de outubro vai marcar o início do plantio da soja no Rio Grande do Sul. Principal cultura do Estado, os produtores já fazem a prática do manejo do solo para iniciar a semeadura da cultura, que foi muito prejudicada no período anterior devido à estiagem.

Segundo o presidente da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (FecoAgro/RS), Paulo Pires, existe um manejo intensivo no sentido de proteção, de dessecação de culturas de coberturas, como a questão da aveia, que são plantadas para o solo, e isso é uma prática positiva. “Teremos bastante restevas de trigo e de aveia. E a época de plantio da soja no Rio Grande do Sul começa no início de outubro e se entende até pela metade do mês”, ressalta.

No caso da cultura do milho, o dirigente salienta que houve uma certa preocupação com geadas pontuais, mas que em boa parte do Estado a lavoura está já plantada, e em alguns lugares já emergiu, “Não acreditamos em danos muito fortes devido às geadas que ocorreram na cultura do milho”, observa.

Pires reforça que a lavoura de soja deve apresentar aumento de área, conforme os prognósticos. No milho, o dirigente informa que as plantações têm apresentado um bom desenvolvimento.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome