Bilionário Elon Musk assume o comando do Twitter

Dono da Tesla e da Space-X ofereceu US$ 44 bilhões pela rede social. (Foto: Reprodução/Instagram)

O empresário sul-africano Elon Musk assumiu o comando do Twitter. A compra da rede social, no valor de US$ 44 bilhões, foi concluída na quinta-feira (27).

Após a ação, houve demissões de executivos do alto escalão. “O pássaro foi libertado”, publicou o bilionário. Musk, também é presidente-executivo da fabricante de carros elétricos Tesla e dirige a empresa de foguetes SpaceX, disse que quer impedir que a plataforma se torne uma câmara de eco para ódio e segregação.

Outras metas estão eliminar contas robôs, automatizadas, e tornar públicos os algoritmos que determinam como o conteúdo é apresentado aos usuários. Entretanto, ele ainda não detalhou os passos para isso. Segundo ele, a comprou a companhia não foi para ganhar mais dinheiro, mas “para tentar ajudar a humanidade, a quem eu amo”.

Segundo informações da imprensa internacional, Musk demitiu o presidente-executivo do Twitter, Parag Agrawal, o diretor financeiro, Ned Segal, e o chefe de assuntos jurídicos e de políticas, Vijaya Gadde.

No fim de abril, Musk tinha anunciado uma oferta pela compra da rede social. Depois, afirmou que havia desistido do negócio, acusando a empresa de mentir sobre dados. O Twitter entrou com processo judicial. Musk, então, decidiu seguir com a compra. Um acordo firmado com a Justiça norte-americana previa que a compra deveria ser finalizada até esta sexta-feira (28).

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome