Governo anuncia R$ 70 milhões para a Saúde e R$ 12 milhões para qualificar abrigos

Ações são medidas de resposta à enchente histórica que atinge o Rio Grande do Sul. (Foto: Lauro Alves/Secom)

O governador Eduardo Leite anunciou, nesta segunda-feira (13), a liberação de aproximadamente R$ 70 milhões em recursos para a Saúde, destinados para a rede hospitalar, saúde mental e atenção primária, além de R$ 12 milhões para qualificar a infraestrutura dos abrigos. Essas ações são medidas de resposta à enchente histórica que atinge o Rio Grande do Sul.

O repasse para a melhoria de abrigos será feito aos municípios. O valor será proporcional ao número de pessoas abrigadas em cada cidade. O governo do Estado destinará R$ 150 por pessoa acolhida. Atualmente, há 738 abrigos distribuídos em 90 municípios do Estado.

“Temos 80 mil pessoas em abrigos, seja das prefeituras, seja da sociedade civil. Mesmo que o abrigo não seja do Estado, queremos dignificar e ajudar a estruturar melhor esses espaços, onde as pessoas terão que conviver ainda durante muitos dias, devido às condições meteorológicas. O governo federal já faz um repasse para as prefeituras, e o governo do Estado vai complementar”, explicou Leite.

Na Saúde, serão encaminhados R$ 45,1 milhões para a rede hospitalar, R$ 12 milhões para a contratação de equipes multiprofissionais de saúde mental e R$ 12,7 milhões para a atenção primária em todos os municípios gaúchos. O total chega a cerca de R$ 70 milhões.

Quanto à logística das doações, o Estado criou um canal exclusivo (o telefone 0800 205 5151) para orientar sobre cargas acima de 1 tonelada. Com isso, o Executivo estadual espera otimizar o fluxo de trabalho das equipes e o encaminhamento dos donativos para as regiões necessitadas.

O vice-governador Gabriel Souza disse que esta é a maior operação logística da história do Rio Grande do Sul, pelo volume de carga em um curto espaço de tempo. “Queremos pedir àqueles que estão doando grandes volumes que utilizem esse canal para que possamos indicar os locais onde devem descarregar, na Grande Porto Alegre ou em outros sete pontos no interior do Estado, onde a Defesa Civil montou centros logísticos regionais”, afirmou.

“Queremos agradecer a todos que estão ajudando, no Brasil e no mundo. Estamos recebendo muitas carretas de todos os lugares do Brasil, navios no Porto de Rio Grande e até aeronaves, como o Boeing 757-200F, da organização não governamental americana Samaritan’s Purse”, acrescentou Gabriel.

O canal 0800 estará disponível todos os dias da semana, das 7h às 21 horas. Para doações de cargas abaixo de 1 tonelada, as informações estão disponíveis no site sosenchentes.rs.gov.br.

O pix SOS Rio Grande do Sul já arrecadou mais de R$ 93,4 milhões em recursos financeiros. O Comitê Gestor da campanha, que reúne órgãos públicos e entidades da sociedade civil, definiu que cada família afetada receberá R$ 2 mil. Para ser contemplada, a família deve atender a alguns critérios – como estar inscrita no CadÚnico ou no Cadastro Nacional da Agricultura Familiar (CAF). Todo o processo será feito com o máximo de transparência.

Alertas

O governador Eduardo Leite reforçou os alertas para a elevação dos rios nos próximos dias, especialmente na Região Metropolitana.

“Eldorado do Sul, Canoas, Porto Alegre e Guaíba estão sob atenção. Localidades que já foram atingidas na semana passada novamente terão essa incidência e precisão ser evacuadas. Pedimos a todos que deixem esses locais imediatamente e se coloquem em segurança”, enfatizou.

“Tivemos volumes de chuva muito elevados desde sexta (10). Então, a perspectiva é de que o Guaíba ultrapasse o pico anterior e chegue a 5,50 metros. Isso vai gerar, depois, um novo pico na Lagoa dos Patos”, projetou o hidrólogo da Sala de Situação, Pedro Camargo.

Os rios continuam subindo, mas haverá uma trégua nas chuvas. “A perspectiva é de que as precipitações diminuam. Agora, virá o frio, que será muito intenso ao longo dos próximos dias, principalmente entre quarta (15) e sexta-feira (17)”, observou a meteorologista da Sala de Situação, Cátia Valente.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome