Defesa do Inter comete pênaltis e perde para o Fluminense

Foto: Reprodução/Twitter Internacional

O Inter abriu o placar com Guerrero e era melhor no jogo… até Nenê resolver para o Fluminense. O meia marcou duas vezes de pênalti e comandou a vitória de virada do Flu por 2 a 1 sobre o Colorado neste domingo (16), no Maracanã, pela 3ª rodada do Brasileirão – foi a primeira vitória da equipe no Nacional nos últimos nove jogos.

Ah! O árbitro recorreu ao VAR em duas oportunidades na partida: na primeira, para anular gol de Michel Araújo. Depois, para assinalar o segundo pênalti do Fluminense, cometido por Zé Gabriel.

Na tabela
Com a vitória, o Fluminense sobe seis posições na tabela: é oitavo colocado, com quatro pontos. O Inter perde uma posição. É terceiro, com seis pontos.

Agenda
O Fluminense volta a campo na próxima quarta-feira (19), às 19h15, quando enfrenta o Bragantino no Nabi Abi Chedid, pela 4ª rodada do Brasileirão. O Inter recebe o Atlético-GO no Beira-Rio também na quarta-feira (19), mas às 20h30.

Resumo do primeiro tempo
O primeiro tempo começou em marcha lenta, mas pouco a pouco, o Inter assumiu o controle e tentou propor o jogo diante do Fluminense. Muito graças a Guerrero. O peruano criou duas chances de gols para os companheiros. Na primeira, Edenílson tentou driblar Muriel, que levou a melhor. No rebote, Patrick mandou para o gol, mas Igor Julião salvou em cima da linha. depois, Thiago Galhardo foi acionado e chutou para fora.

Se os colegas não deram conta, Guerrero resolveu. Aos 27, ele aproveitou sobra de cobrança de escanteio e finalizou na pequena área sem chances para Muriel. O Flu cresceu após o gol e, com postura mais ofensiva, chegou ao empate. Aos 37, Marcos Paulo ergueu bola na área. Víctor Cuesta falhou e derrubou Evanílson. Pênalti convertido com muita categoria por Nenê.

Segundo tempo
O Fluminense voltou melhor do intervalo e com uma postura mais agressiva. Conseguiu não só neutralizar o Inter, como buscar uma virada amadurecida aos poucos. Michel Araújo chegou a marcar, após uma bela jogada coletiva da equipe. Mas o gol foi anulado após cunsulta ao VAR. O mesmo VAR fez Raphael Claus revisar um cruzamento para a área em que a bola bateu no braço de Zé Gabriel. Pênalti, convertido mais uma vez por Nenê.

O gol desestabilizou de vez o Inter, que piorou com a saída de Guerrero e as trocas promovidas por Eduardo Coudet. Desorganizado, o Colorado pouco ameaçou, e o Flu conseguiu controlar a partida até o final

Xô, seca!
A vitória deste domingo (16) foi a primeira do Fluminense no Brasileirão. E a primeira também em partidas oficiais após o retorno do futebol. O Flu havia vencido apenas um amistoso contra o Botafogo.

O artilheiro volta a decidir
Nenê completou neste domingo seu 50º jogo pelo Fluminense. E celebrou a marca em grande estilo. O meia converteu duas cobranças de pênalti com categoria e encerrou um longo jejum de 11 jogos sem gols em 2020. Em dose dupla para dar a vitória ao Flu. Ele é o artilheiro do Flu na temporada, com 11 gols.

Artilharia no Brasileirão e preocupação
Se Nenê decidiu para o Flu, Guerrero resolveu – e vem resolvendo – para o Inter. O centroavante marcou seu terceiro gol em três jogos no Brasileirão. Ele é o artilheiro isolado do Campeonato Brasileiro e participou de todos os gols do Inter na competição – além dos gols, ele tem uma assistência.

Mas o peruano também preocupa. Ele sentiu um problema no joelho direito após uma dividida com Luccas Claro e teve de ser substituído. Ainda no banco, aplicou gelo no local.

Chama o VAR (em dose dupla)
O árbitro Raphael Claus recorreu ao VAR em duas oportunidades. Ambas no segundo tempo. Na primeira, anulou um gol de Araújo por um toque de mão na hora do domínio. Depois, usou o recurso de vídeo para assinalar pênalti de Zé Gabriel. A bola tocou em seu cotovelo após cobrança de falta direto para a área.

Ausência de Odair
Odair Hellmann acompanhou a vitória de sua equipe pela TV. O treinador chegou a ir para o estádio, mas como apresentou resultado positivo em um dos testes para Covid-19 protocolares a cada rodada do Brasileirão, não pôde acessar o estádio. E nem pôde estar à beira do campo. O auxiliar Maurício Dulac comandou o Fluminense. Em nota oficial, a CBF informou que comunicou os resultados ao clube no último dia 13.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome