Recomeça!

Otávio Avendano (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

“Recria tua vida, sempre, sempre. Remove pedras e planta roseiras e faz doces. Recomeça”. – Cora Coralina

Querido leitor,

Para muitos de nós, inicia-se agora um novo ano. Ano de concretizar as metas da virada, como frequentar a academia, arrumar as finanças, encontrar um trabalho, enfim, recomeçar a vida.

O ser humano foi realmente maravilhoso em dividir o tempo e criar os ciclos, como os anos, por exemplo. Os ciclos nos permitem repensar, analisar, elaborar planos.

E cada um de nós tem uma forma particular de fazer essa “virada”. Alguns pulam ondas, outros comem comidas específicas – como a lentilha – outros usam roupas brancas, alguns usam, ainda, determinadas peças de roupa íntima na pretensão de encontrar uma companhia amorosa, acendemos velas, incensos…

E acabamos alimentando a ilusão de que algo exterior vai resolver as nossas vidas. Todos temos sonhos.

É importante olhar, neste sentido, para o que já conseguimos, ao invés de alimentar a frustração sobre o que não conseguimos, pois não ter conseguido realizar alguns sonhos não deve significar que estamos derrotados. Afinal, um ano passa tão rápido… Já pensaram em fazer planos para, ao invés de um ano, para dez anos, por exemplo?

Estamos vivendo um sentimento de desânimo e uma certa angústia, que denuncia medo, ansiedade, tristeza. Afinal, estamos passando por uma transformação história, que denominamos crise.

E como alimentamos a ilusão de que algo externo vai resolver a nossa vida (ou deixar nosso ano feliz), nossos sonhos se baseiam em trocar de carro, principalmente se o vizinho troca o dele, enfim, adquirir coisas. Isso não está errado, mas quem sabe trocamos essa perspectiva? Vamos recomeçar?

Que tal olhar para o que interessa de verdade? Somos vítimas das redes sociais, onde as pessoas postam recortes de bons momentos, casais românticos, amigos na casa nova… e acabamos imaginando que a vida deles é melhor que a nossa, como se a vida deles fosse somente o que está nas redes.

Seria um problema postar felicidade? E será que essa felicidade é realmente verdadeira? Não importa! Isso mesmo, não importa. O que é importante é manter a consciência de que a nossa vida, através da criação que tivemos, forjou em nós competência, dignidade e respeito.

Estamos vivendo uma era onde ninguém erra e todo mundo conta vantagem, o que nos induz a um erro muito grande, que é criar os filhos de uma forma onde somos mais amigos do que pais ou mães. Chegamos até a dizer que “meus filhos não vão passar pelo que passei”, e hoje temos, em nossas casas, pequenos reizinhos. Será que estamos recomeçando, de fato? Ou estamos repetindo os velhos erros dos anos anteriores.

Penso que a família é a base de nosso recomeço. Ela é composta de “pessoas humanas”, que nos magoam, com quem brigamos, mas com quem podemos contar quando as coisas dão errado lá fora, quando somos humilhados no trabalho. E eles estão ali.

E os filhos? Queres que sejam felizes? Então, querido leitor, dá o exemplo de alguém que luta e busca a própria felicidade! Não há nada mais desanimador para uma criança que ver o seu “herói” chegando do trabalho de mau humor e descontando na família as frustrações do dia. Sê feliz, recomeça. Faz o teu filho feliz, dando o exemplo, porque o exemplo, meu amigo, não é a melhor forma de educar, mas a única.

Então recomeça!

Que 2021 seja para todos nós uma oportunidade de recomeço, uma oportunidade de refazer a nossa caminhada, de reconstruir o nosso destino.

Otávio Avendano é educador, palestrante, formador de círculos de construção de paz e influenciador digital.

Instagram @otavioavendano

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome