Em 2020 a filosofia fracassou!

Meus amigos e minhas amigas, em 2020 a filosofia fracassou!

Estudamos a banalização do mal com Hanna Arendt, mas neste ano, com a chegada do Covid, banalizamos a morte.

Hoje, no Brasil, não vemos mais os cuidados que deveríamos ter, vemos apenas pessoas cumprindo a lei, jogando álcool gel em nossas mãos quando entramos no mercado e pessoas usando máscara para trabalhar diretamente com o público. Já por trás, quem trabalha em salas fechadas, onde quem está de fora não vê, com 10, 20 pessoas, ninguém usa máscara, afinal “estamos sempre juntos mesmo”, “se um pegar todos pegam”. Esquecemos de nossas famílias, nossos filhos, nossos pais e avós, afinal precisamos trabalhar, ou também morremos de fome.

Os representantes, políticos, chefes, não se misturam, vivem, enquanto nós, a ponta, o trabalhador, morremos. Se um morre, contratam outro, o que mais tem na praça é gente precisando de emprego.

O Brasil, desde 2019 não tem presidente, tem um homem de meia idade que se comporta como uma criança e faz tudo por birra. A direita nunca nos defendeu, e a esquerda? 2020, ano de eleição, o importante é se eleger, parece que eles, pelo menos nesse período, também nos esqueceram.Enquanto isso, seguimos indo aos nossos empregos e fingindo que não estamos vendo nada acontecer, torcendo para que a nossa sorte nos defenda e defenda os nossos. Rezando para que não seja nossa culpa, para que num surto de saudade, não acabemos levando um vírus, que pode ser fatal a quem mais amamos.

Estamos sós, não temos quem nos defenda e não sabemos nos defender. A política está interessada no poder, os empresários estão cegos por sua sede por lucro, a filosofia, que deveria nos ajudar a pensar e lutar, está escondida em suas bibliotecas estudando “os grandes filósofos do passado” e esquecendo do presente. E nós, apenas tentando sobreviver e, com sorte, viver um pouquinho.

Tamires Dutra Barbosa

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome