Inscrições abertas para a oficina Figurino na História do Cinema

Questões relacionadas às técnicas e à estética envolvidas na pesquisa e produção de figurinos de cinema serão alguns dos temas abordados no curso. (Imagem: Divulgação)
A Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), por meio do Instituto Estadual de Cinema (Iecine), com apoio da Cinemateca Paulo Amorim, abre inscrições para a oficina Figurino na História do Cinema, ministrada pela professora, historiadora e pesquisadora Laura Ferrazza. As pessoas interessadas podem se inscrever gratuitamente até o dia 13 de março neste link.

A atividade, que integra o projeto de capacitação profissional “Revelando o Rio Grande”, será realizada em 20 encontros, de 02 de março a 14 de abril de 2022 (às quartas, quintas e sextas-feiras), das 14h às 17h, em formato virtual, pela plataforma Zoom.

Questões relacionadas às técnicas e à estética envolvidas na pesquisa e produção de figurinos de cinema serão alguns dos temas abordados no curso.

”Por meio dos figurinos, temos o registro de uma época. A cadeia produtiva do audiovisual, que passa pela indumentária, é ampla e diversificada, envolvendo designers, costureiros, fornecedores, entre vários outros profissionais. Além de apresentar as dimensões artística, cultural e histórica, se liga, também, diretamente à geração de emprego e renda. A possibilidade de atender a produções locais e internacionais, com conhecimento de repertório e capacidade de criação estética”, analisa o diretor do Iecine, Zeca Brito.

Programa

– Introdução: o conceito de figurino e sua aplicação no cinema;
– Figurinos, da invenção do cinema à década de 1910;
– A pesquisa para a produção de figurinos;
– A década de 1920: cinema mudo, experimentação e expressão nos figurinos;
– Anos 30: o cinema falado e os figurinos na era dos grandes estúdios;
– Anos 40: do preto e branco ao colorido, novas revoluções nos figurinos;
– A relação entre a moda e os figurinos de cinema;
– Anos 50: os anos dourados nos figurinos de cinema;
– Ano 60: novas estéticas e novo comportamento nos figurinos de cinema;
– Anos 70: um novo jeito de fazer cinema e o impacto nos figurinos;
– Anos 80: diversidade estética nos figurinos;
– Anos 90: do conceitual ao tradicional nos figurinos de cinema;
– Anos 2000: as novas tecnologias e os figurinos;
– Anos 2010: os figurinos na era dos streamings;
– Conclusão: balanço final, o futuro dos figurinos e seus desdobramentos em outras mídias audiovisuais, as séries e a televisão.

Ministrante

Laura Ferrazza tem ampla experiência como professora universitária nas áreas de História da Arte, História da Moda e História e Imagens. Pós-doutorado pelo Programa de Pós- Graduação em História da UFRGS. Estágio doutoral na Universidade d Paris I – Sorbonne, com pesquisa documental nos acervos do Museu do Louvre. Autora do livro: Quando a Arte Encontra a Moda, 2018, Ed. Zouk. Desde 2017 atua como colunista no blog Estado da Arte, do jornal O Estado de São Paulo. Já ministrou dezenas de cursos de curta duração, onde destacam-se Os Artistas e a Moda, Corpo e Moda: o nu e o vestido na história da arte, Moda e Fantasia, entre outros.

Revelando o Rio Grande

O projeto Revelando o Rio Grande é uma realização da Sedac, por intermédio de convênio com o Ministério do Turismo, através da Secretaria Especial da Cultura do governo federal.

Oficina gratuita | Figurino na História do Cinema

Quando: 2 de março a 14 de abril de 2022
Horário: das 14h às 17h
Local: Ambiente virtual, pela plataforma Zoom

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome