Pato ou águia? Você decide!

Jotacê, colunista e contador de causos

Estava no aeroporto quando um taxista se aproximou. A primeira coisa que notei no taxi foi uma frase. Logo li. “Pato ou águia? Você decide”. As outras coisas que notei foi um táxi limpo e brilhante. O motorista bem vestido, camisa branca e calças bem passadas, com gravata.

O taxista saiu, me abriu a porta e disse:
– Eu sou o João, seu chofer. Enquanto guardo sua bagagem, gostaria que o senhor lesse neste cartão qual é a minha missão.

No cartão estava escrito: “Levar meus passageiros a seu destino de forma rápida, segura e econômica, oferecendo um ambiente amigável”.

Fiquei impressionado. O interior do táxi estava igualmente limpo. João perguntou:
– O senhor aceita um cafezinho?
-Não, prefiro suco.

Imediatamente ele respondeu: – Sem problema, eu tenho uma térmica com suco normal e também diet, bem como água também. Se desejar ler, tenho o jornal de hoje, e também algumas revistas.

Ao começar a corrida, João me disse:
– Essas estações são as que tenho e esse é o repertório que tocam.

Como se não fosse muito, João ainda me perguntou se a temperatura do ar estava boa. Daí me avisou qual era a melhor rota para meu destino e se eu queria conversar com ele ou preferia que eu não fosse interrompido. Eu perguntei:

– Você atende sempre seus clientes assim?

– Não. Somente nos últimos dois anos. Meus primeiros anos como taxista passei a maior parte do tempo me queixando como outros. Se você levanta pela manhã pensando em ter um péssimo dia, certamente terá.

Não seja pato, seja uma águia. Os patos só fazem barulho e se queixam. As águias se elevam acima do grupo.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome