General Bento Gonçalves

O general Bento Gonçalves foi mesmo um grande herói? Ou um estancieiro que queria aumentar os seus lucros?
Acompanhem o que escrevo a seguir e tire suas conclusões.
Olá amigos que acompanham as colunas que escrevo sobre as nossas tradições gaúchas. Hoje encerro as publicações sobre as figuras notáveis da Revolução Farroupilha, ou Guerra dos Farrapos, mostrando um pouco da vida do general Bento Gonçalves da Silva. Tenham uma boa leitura.

Quem foi Bento Gonçalves?
No imaginário gaúcho e nas biografias, Bento Gonçalves foi “guerreiro durante a maior parte de sua vida e defensor de ideias liberais pelas quais lutou durante os quase dez anos”. Essa figura é praticamente cultuada por muitos grupos tradicionalistas do sul do país e seu nome é lembrado cotidianamente em ruas, praças, museus e etc. Mas quem foi esse líder “libertário e abolicionista” que presidiu a República Rio-Grandense?
Bento Gonçalves era filho de estancieiros ricos. Seu pai possuía terras na Piedade, Triunfo e Cristal, próximo ao passo de Camaquã. Já sua mãe era neta de Jerônimo de Ornellas, nada mais, nada menos que o dono da sesmaria sobre a qual Porto Alegre foi fundada. Com a morte do pai, essas enormes terras foram divididas entre Bento e suas irmãs, Ana Joaquina e Antônia.

A decisão de iniciar um conflito
Os grandes estancieiros (futuros líderes farroupilhas) não queriam o separatismo. O objetivo era conseguir mais autonomia para a Província – em outras palavras, mais lucro e menos impostos para os ricos. Queriam depor o presidente da província e colocar outro em seu lugar que atendesse melhor às exigências dos ricos fazendeiros.
Embora tenha iniciado as negociações de paz com Caxias, em agosto de 1844, Bento não iria concluí-las. O clima de divisão entre os farrapos continuava, e ele foi afastado das negociações pelo grupo que se lhe opunha. Desligou-se, então, definitivamente da vida pública. Passou os dois anos seguintes em sua estância, no Cristal, e já doente, foi em 1847 para a casa de José Gomes de Vasconcelos Jardim, onde morreu, de pleurisia, em julho daquele ano.
Não quis aqui me deter sobre a própria Revolução e Guerra já que, em colunas anteriores muito escrevi sobre as mesmas. A ideia é colocar uma sementinha de dúvida nas ideias de todos nós que militamos no Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) e sempre reverenciamos a figura dos farrapos.

CTG Raízes do Sul inicia as atividades de 2020
Neste sábado, dia 15, estaremos realizando uma grande noite para confraternizarmos com os nossos amigos e frequentadores. Teremos um jantar, a partir das 20h30, e depois um bingo com várias brincadeiras. O CTG Raízes do Sul está situado na avenida Cidade de Lisboa, 610.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome