De onde vem a nossa força?

Eu poderia trazer muitas explicações técnicas, referências famosas ou grandes feitos para dizer de onde vem a nossa força. Mas prefiro o simples, prefiro aquilo que vem direto do coração porque para mim, a simplicidade conecta melhor e é aquilo que acalma a nossa alma, é o que realmente importa.

Então, de onde vem a nossa força? A força que usamos para enfrentar os desafios diários, as adversidades e os altos e baixos da vida? De onde tiramos tanta força para respirar fundo e seguir em frente todos os dias? De onde será que ela vem?

A força à qual me refiro, aquela força invisível, a nossa força emocional, aquela que nos coloca em pé ao amanhecer e nos faz agradecer no final do dia, pois bem, essa força vem de quem somos, vem da nossa essência, das nossas vivências, dos nossos valores mais profundos. Pode-se dizer que a nossa força vem de um lugar que às vezes não alcançamos com as mãos, mas alcançamos com o coração.

Podemos treinar, desenvolver habilidades, ler fórmulas mágicas, mas o que realmente faz diferença para sermos cada vez mais fortes é algo maior e a resposta está dentro de cada um de nós.

Então isso quer dizer que não podemos fraquejar? De forma alguma. Saibamos que fraqueza também pode se tornar uma força, pois fraqueza é sinal de movimento, é sinal de que tentamos e de que buscamos ser cada vez melhores. Fraqueza não é sinônimo de derrota, fraquejar não é o mesmo que desistir, é apenas se permitir viver uma vida de verdade.

Indo contra conceitos tecnológicos, continuo acreditando que são as experiências mais simples e humanas da vida que nos fazem ter ânimo pra viver. Ainda, acredito que no meio do caos e das incertezas, o que nos faz olhar para frente e ter esperança por dias melhores é a conexão que temos uns com os outros, é o ser humano no sentido literal da expressão. É saber que se tudo desabar, se todos os anéis forem perdidos, os nossos valores jamais se perderão.

Está cada vez mais claro o que realmente importa e o que viemos fazer neste mundo: viemos para sermos uns pelos outros, viemos para sermos forças cultas ou ocultas daqueles que nos cercam, viemos para fazer diferença na vida das pessoas e para somar esforços na batalha diária.

E se tu tiveres que responder esta pergunta: de onde vem a tua força? O que tu responderias? Quais são as tuas experiências e os teus valores mais profundos? O que te dá força para enfrentar dias ruins e em dias melhores ser força para os outros? De onde tudo isso vem? Saibas que a resposta está dentro de ti e ela é mais simples do que tu imaginas. Busque conectar-se consigo mesmo e toda vez que tu fraquejares, saberás onde encontrar a tua própria força.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome