A importância do tal “de dentro para fora”

Quando a gente fala com o coração e claro, com aquela pitadinha de realidade e consciência a gente não se cansa de repetir aquilo que vai fazer bem para os outros, porque o problema não está no bem que fazemos, mas no mal que nos fazem ou no bem que deixam de fazer para nós.

Bato muito na tecla do autoconhecimento, do olhar para si, de começar pelo propósito, de que as coisas na nossa vida não podem acontecer por fatores externos, por imposições sociais, nem por padrões pré-estabelecidos. As coisas na vida da gente precisam fazer sentido, ter um motivador maior, muito mais do que somente coisas materiais, muito mais do que por status ou atendimento social.

Conhecer a si mesmo te dará a oportunidade de fazer escolhas condizentes com a tua essência, com a tua verdade, sem dúvidas te dará uma vida mais realizada e com mais picos de felicidade, porque sim, felicidade são momentos e realização é o teu status.
Porém, realmente acredito que esta é a chave para aquela vida que tanto almejamos, com menos estresse, uma vida mais tranquila, que enche nosso coração de paz, alegria, que faz com que nos sintamos parte, pertencentes, que nos traz sentimento e sensação de sermos alguém com o seu real valor.

Uma vida de dentro para fora é uma vida mais verdadeira porque estamos em uma sociedade que tem o consumo, os bens materiais, o ter como algo mais importante do que o ser. Parece que o ser humano ficou de lado e suas necessidades ao invés de serem atendidas e acolhidas, podem ser substituídas por objetos ou coisas que nos trarão o sentimento de poder, de pertencer, de ter significado, mas que na verdade nos trazem uma ilusão, uma sensação de satisfação passageira.

Acredito que tudo tem que partir de dentro, de dentro de nós, daquilo que realmente faz sentido e que tem significado para nós, só que para que isso ocorra precisamos nadar contra a maré e desenvolver forças que nos farão enfrentar muitas imposições manipuladoras, que nos vendem a ideia de vida fácil e vida legal, só que não nos contam que esta vida fácil e legal não perdura por muito tempo, pois está apoiada em uma areia movediça e não em uma base sólida, desenvolvida e desenhada por nós mesmos.

Para viver uma vida de verdade você precisa começar de dentro e expor ao mundo aquilo que deseja que o mundo te dê. Não aceite imposições vindas de fora que só te farão sofrer. Seja você a (o) dona (o) da sua própria vida e a responsável pelas tuas escolhas.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome