Pinheiro Machado: Chefe do Executivo fala sobre avanços e equilíbrio fiscal durante a gestão

Ronaldo Madruga (Progressistas) assumiu primeiramente como prefeito interino e vai tentar a reeleição no pleito deste ano. (Foto: Divulgação)

A gestão 2021/2024 liderada pelo prefeito Ronaldo Madruga (Progres­sistas) e o vice-prefeito Rogério Moura (Republicanos) foi marcada por um gran­de avanço. Ao assumir a Prefeitura, ini­cialmente como prefeito interino, Ma­druga enfrentou um cenário desafiador, caracterizado por um déficit financeiro, incluindo dívidas e inadimplência em di­versos setores. Mesmo diante do desafio econômico, o prefeito afirma que a ad­ministração municipal conseguiu avan­çar de forma organizada e com respon­sabilidade. “Recebemos o munícipio com muitos problemas e dificuldades. A bus­ca pelo equilíbrio fiscal foi uma das prio­ridades desde o início da gestão. Não há mágica! As contas precisam ser reais de acordo com o orçamento”, afirmou.

Ao chegar ao quarto ano de mandato, Madruga comemora com saldo positivo a gestão. “As contas foram recuperadas, o município voltou a ter crédito e os servi­dores estão com seus salários em dia. Ti­vemos inúmeras ações judiciais e fomos vencedores, ações contra a União, ações contra o Estado, onde conseguimos re­cuperar valores”, salientou.

O gestor municipal garante que ao longo do mandato, a equipe vem tra­balhando de forma responsável e com­prometida. Os recursos são aplicados de forma transparente e eficiente, garan­tindo que o progresso seja contínuo em benefício dos pinheirenses. “Em 2023, fomos o 8º município do estado do Rio Grande do Sul que mais capitou recur­sos de emendas parlamentares para fa­zer obras”.

“Nossas despesas estão equilibradas. É o segundo ano consecutivo que esta­mos operando no azul, as contas estão em dia, os parcelamentos estão sendo pagos dentro dos prazos estabelecidos. Vamos dar continuidade ao trabalho com austeridade para que o munícipio conti­nue avançando. Cuidar do financeiro é uma missão árdua! É preciso dizer mui­tos nãos, temos que gastar conforme o orçamento pra não comprometer as fi­nanças”, explica o prefeito.

Sobre verbas federais e emendas parlamentares, Madruga ressalta: “Ti­vemos uma articulação muito boa com o governo federal e essa articulação nos permitiu que o município avançasse. As emendas parlamentares dos deputados e senadores foram fundamentais para realização de diversas obras. Estamos construindo a pista de caminhada na avenida Protásio Alves, realizamos obras de calçamento em várias ruas e já temos recursos disponíveis para dar continui­dade no calçamento das ruas Tancredo Neves, Braulino de Leon, 24 de Feverei­ro, a continuação do calçamento na Da­rio Souza, a maioria dessas obras foram realizadas com emendas parlamentares”.

Ainda sobre as requalificações, Ma­druga cita: “No interior do munícipio, re­alizamos recuperação de estradas e pon­tes. Revitalizamos as praças da cidade, colocamos brinquedos novos, a obra de reforma geral do teatro municipal Lodo­vico Pórzio já está licitada, vai ter acessi­bilidade, PPCI (Plano de Prevenção Con­tra Incêndios), a rede elétrica vai ser toda revitalizada e pintura para que o mesmo possa abrir as portas e ser aproveitado pela comunidade. O trabalho é contínuo e há muito ainda a ser feito”.

Na área da Educação, foi realizado o concurso público para professores. “Não suprimos todas as vagas porque não tive­mos o número suficiente de professores aprovados. Vamos fazer novo concurso. Implantamos o transporte gratuito para os alunos da Educação Infantil e instala­mos paradas de ônibus para que os alu­nos tenham segurança e proteção no em­barque e desembarque”, frisou.

“Ainda este ano, vamos realizar o concurso público para área da Saúde. Há muitos anos vem sendo realizado processo seletivo e precisamos resol­ver essa situação que gera um desgaste

muito grande para o município. Vamos fazer concurso para técnicos de enfer­magem, auxiliar de consultório dentário, dentista, nutricionista, enfermeiros e fi­sioterapeuta”, declarou.

“Estamos nos encaminhando para a conclusão do exercício, é ano eleitoral, temos algumas vedações, o controle dos gastos é mais rígido, mas vamos dar seg­mento ao que está previsto com os re­cursos disponíveis. A próxima licitação será a reforma do Hotel da Luz e as­sim que tivermos ouras verbas daremos seguimento ao calçamento”.

Ao falar do seu futuro político, Ma­druga declarou: “Sou pré-candidato a prefeito, isso já está definido. Houve uma discussão a respeito da minha reeleição porque eu assumi num período como pre­feito interino, fração de um mandato não constitui eleição. Eu tenho direito a ree­leição, os primeiros seis meses assumi por força da lei constituída, uma disposição legal, eu era o presidente da Câmara. Pra não assumir, eu precisava desistir da pre­sidência do Legislativo”, explicou.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome