Pelotas: Recolhimento de embalagens de agrotóxicos será em agosto

Primeira etapa do programa, sempre em junho de cada ano, está prorrogada por conta das alterações das atividades agrícolas no primeiro semestre, devido à crise climática. (Foto: Freepik)

Anualmente, a Prefeitura desenvolve duas etapas de recolhimento de embalagens vazias de agrotóxicos na zona rural – uma em junho e outra em dezembro. Neste ano, devido a condições climáticas atípicas, que interferiram nas atividades agrícolas, o primeiro período para entrega do material está marcado para os dias entre 19 e 23 de agosto. Os recipientes devem passar por procedimentos de segurança, antes da entrega nas administrações distritais, para evitar contaminação.

“As embalagens vazias, reservadas para descarte, devem receber tríplice lavagem, perfuração e acondicionamento. Essas etapas do processo precisam ser seguidas por questões de segurança para impedir a poluição ambiental”, observa o secretário de Desenvolvimento Rural, Romualdo Cunha Júnior.

O material entregue pelos produtores será recolhido nas administrações distritais pela Prefeitura e levado à Central Regional de Recolhimento, localizada no município do Capão do Leão, de onde as embalagens serão transportadas para indústrias de reciclagem de fora do Estado.

Processo de preparação

– Tríplice lavagem – o produtor deve colocar ¾ de água na embalagem vazia, agitar, adaptar o pulverizador e dispersar o conteúdo na lavoura. Esse procedimento precisa ser realizado três vezes. O resíduo presente no recipiente será aproveitado e evitará contaminação.

*Perfuração – as embalagens devem ser entregues perfuradas, sem tampa e lavadas três vezes.

*Acondicionamento – as embalagens devem ser acondicionadas em sacolões plásticos.

O passo a passo é válido para todas as embalagens vazias de agrotóxicos, sejam as flexíveis de 250 e de 500 mililitros, sejam os frascos de um litro, sejam os galões de cinco e de 20 litros.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome