Embrapa é homenageada pela Câmara Municipal de Pelotas

Roberto Pedroso recebeu placa de homenagem à Embrapa das mãos do vereador Antônio Peixoto (PSD) e do prefeito de Pelotas em exercício, Idemar Barz (PSDB). (Foto: Paulo Lanzetta)

A Embrapa e uma de suas 43 Unidades Descentralizadas, a Embrapa Clima Temperado (RS), foram homenageadas em Audiência Pública na Câmara Municipal de Pelotas na manhã desta segunda-feira (14). O reconhecimento, marcado por falas de lideranças e de entidades parceiras e pela entrega de uma placa de homenagem, celebra os 50 anos da Empresa em nível nacional e os 30 anos da fusão que deu origem à estrutura em Pelotas.

O vereador Antônio Peixoto (PSD), proponente da homenagem, deu início à Audiência Pública destacando a relevância da Embrapa para a região. “Importante instituição comprometida com a pesquisa, com o acompanhamento dos nossos agricultores e com o desenvolvimento econômico da Metade Sul.”

O chefe-geral da Embrapa Clima Temperado, Roberto Pedroso de Oliveira, agradeceu ao legislativo municipal pela homenagem em nome de todos os empregados. Também destacou a atuação do centro de pesquisas e os “vários aniversários” que completa, fazendo alusão à trajetória de mais de 80 anos da pesquisa agropecuária da Embrapa na região. “Nossa missão é transformar o sonho dos agricultores em realidade”, resumiu. Após, convidou a todos a assistirem o novo vídeo institucional da Unidade.

O prefeito em exercício, Idemar Barz (PSDB), encerrou a Audiência afirmando que a celebração desses marcos da Embrapa precisam ser reconhecidos e registrados no calendário. Ele ainda agradeceu a parceria da Instituição na orientação e crescimento dos pequenos agricultores do município. “Gostaria de dizer o quanto a Embrapa é importante na vida de todos nós. O quanto são importantes aqueles que trabalham e estudam para que nossa cadeia alimentar tenha cada vez mais qualidade, mais quantidade em fração menor de terras. Se hoje temos tudo isso, devemos muito à tecnologia e aos pesquisadores da Embrapa Clima Temperado e da Embrapa em geral”, acrescentou.

Manifestações dos gestores

Por parte da Embrapa, o ato também contou com a manifestação do coordenador-técnico da Estação Experimental Cascata (EEC), Luís Fernando Wolff, que falou do compromisso da Estação com as pesquisas em agricultura familiar de base ecológica. Ele ainda convidou os presentes para evento sobre o tema, a ser realizado nos dias 6 e 7 de dezembro de 2023.

Da mesma forma, o coordenador-técnico da Estação Experimental Terras Baixas (ETB), André Andres, destacou duas vertentes de trabalho da Estação: grãos e pecuária, principalmente leiteira, detalhando algumas ações e tecnologias ligadas a esses temas.

Na sequência, o chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento, Gustavo Heiden, abordou, de forma geral, as diferentes atividades da pesquisa, bem como seu compromisso com a sustentabilidade econômica, ambiental e social, principalmente em Pelotas e na região Sul do País. No entanto, reforçou a relevância do trabalho da Instituição fora da sua região de abrangência.

Por fim, o chefe-adjunto de Administração, Carlos Leandro Barneche, afirmou que a Embrapa Clima Temperado é uma das maiores |Unidades no País e falou sobre o enfrentamento de desafios com a redução do seu quadro nos últimos anos e com a pandemia, principalmente. “Precisamos agradecer a todos os empregados e colaboradores. Todos pegaram junto e a Embrapa nunca parou! E assim seguiremos, com passos firmes e olhando para o futuro”, finalizou.

Manifestação de parceiros

Representando o setor produtivo, o presidente da Associação Rural de Pelotas (ARP), Augusto Rassier, afirmou que a pesquisa é um equilibrador entre as diferentes variáveis que compõem a produção de alimentos: pequenos, médios e grandes produtores; trabalhadores rurais; políticas públicas; e meio ambiente, por exemplo. Por isso, aproveitou o espaço para agradecer à Instituição. “A razão de existir do setor produtivo, do agronegócio, do agropecuarista, está na pesquisa”, falou.

O supervisor regional da Emater/RS-Ascar de Pelotas, Edgar Noremberg, deu seu testemunho de reconhecimento à Embrapa Clima Temperado. Ele reforçou a proximidade das duas Instituições, destacando algumas ações em parceria, como o Canal Terra Sul, criado em 1993 como programa de televisão, e a Clínica Fitossanitária, que auxilia na solução para problemas relacionados à saúde das plantas.

O jornalista aposentado da Embrapa Clima Temperado, Sadi Sapper, afirmou ser o primeiro jornalista a ser contratado para trabalhar numa Unidade Descentralizada da Embrapa, em 1980. Para ele, Pelotas é grande pela sua história, pelas suas pessoas, mas também por ter instituições federais como a Embrapa. “Cada vez que vamos ao supermercado, na feira, tem um pouco de Embrapa”, afirmou.

Manifestações do legislativo municipal

O vereador Paulo Coitinho (Cidadania), secretariando a solenidade, leu o requerimento da Audiência Pública, apresentando o histórico da entidade na região e justificando a homenagem. “Instituição de fundamental importância na apresentação de alternativas tecnológicas para o setor produtivo de Pelotas e demais municípios da Zona Sul”. Após, também destacou as contribuições da Embrapa e a necessidade do investimento federal em pesquisa “É ela que vai nos dizer qual vai ser o futuro desse país”.

A vereadora Miriam Marroni (PT), além de parabenizar a Instituição, também falou sobre a necessidade de reestruturação e investimento em pesquisa para superação de desafios nacionais ligados a temas como meio ambiente, mudanças climáticas, fome e miséria. “A Embrapa é uma referência para o mundo, não só para o país”, disse.

O vereador Jurandir Silva (PSOL) defendeu a Embrapa e os serviços públicos a partir de uma visão particular, já que foi estagiário e fez seu trabalho de conclusão de curso na EEC. “Ali eu percebi, com muita nitidez, o quanto a ideia de que os servidores públicos são ineficientes é uma farsa. A agricultura brasileira, vinculada à boa pesquisa, que é o que se faz na Embrapa, pode dar contribuições fundamentais para combatermos a insegurança alimentar neste País”, acrescentou.

O momento também contou com a manifestação do assessor da vereadora Carla Cassais (PT), Luiz Guilherme Belletti; e com a presença do chefe do escritório municipal de Pelotas da Emater/RS-Ascar, Francisco Arruda.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome