Prefeitura de Pelotas anuncia lockdown para o final de semana

Fiscalização do lockdown ocorrida em 2020 (Foto: Arquivo/Rodrigo Chagas/Prefeitura de Pelotas)

Diante da grave situação causada pela pandemia, a Prefeitura de Pelotas, em consenso com o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, anunciou novo decreto nesta sexta-feira (5), estabelecendo lockdown com objetivo de conter o avanço do vírus. O período será das 6h de sábado (6) até as 5h de segunda-feira (8).

Em transmissão ao vivo nas redes sociais, a prefeita Paula Mascarenhas reforçou a importância da colaboração da população para seguir as medidas de enfrentamento da Covid-19.

“O objetivo é buscar atenuar a crise, o ritmo de contágio para que a gente tenha nas próximas semanas uma situação mais tranquila. A experiência mostra que mesmo uma parada de poucos dias traz efeitos positivos. Esperamos fortemente que dê certo”, explicou a prefeita, pedindo a compreensão de todos.

Medidas do lockdown

Todas as atividades deverão estar fechadas no período de lockdown, com exceção:

– Farmácias e drogarias, sem restrição de horário de funcionamento, para comercialização exclusiva de medicamentos;
– Clínicas e consultórios médicos, veterinários e odontológicos podem atuar em regime de urgência e emergência;
– Distribuidoras de gás exclusivamente mediante tele-entrega e take away;
– Postos de combustíveis (lojas de conveniência fechadas);
– Comércios e restaurantes exclusivamente mediante tele-entrega;
– Forças de segurança e Forças Armadas;
– Serviços essenciais no âmbito público;
– Meios de comunicação, preferencialmente em tele-trabalho;
– Manutenção e funcionamento de caldeiras e secadores de grãos em indústrias que desempenham atividades essenciais, utilizar para tal no máximo dois funcionários por empresa;
– Indústrias de equipamentos médicos;
– Atividades de segurança patrimonial privada;
– Manutenção de servidores, banco de dados e data centers;
– Hotelaria e atividades congêneres (respeitando o decreto estadual);
– Atividade de suporte a hospitais;
– Hospitais, postos de saúde, unidades básicas de saúde, unidade de pronto atendimento limitadas a exames, análises laboratoriais e serviços que não podem sofrer interrupção na área da saúde;
– Manutenção urgente em redes de telefonia e internet nas atividades previstas no decreto;
– Indústria da alimentação cujo funcionamento ocorra 24 horas por dia;
– Indústria conserveira e atividades em câmaras frias;
– Serviço de inspeção nos frigoríficos;
– Comercialização de peças para veículos pesados e máquinas agrícolas exclusivamente mediante tele-entrega;
– Comercialização de medicamentos de uso veterinário exclusivamente mediante tele-entrega;
– Atividades relacionadas a pesquisa a cerca do coronavírus;
– Transporte coletivo, táxis e aplicativos;
– Coleta de resíduos e limpeza urbana;
– Serviços portuários limitados a carga e descarga;
– Serviços funerários e cemitérios;

Ainda: 

Fica permitido o funcionamento de mini-mercados, supermercados, macro atacados, padarias, açougues, peixarias, fruteiras e outros estabelecimentos similares exclusivamente mediante tele-entrega, somente para gêneros alimentícios de primeira necessidade, bem como produtos de higiene e limpeza, ficando sujeito a interdição em caso de descumprimento;

Nas atividades permitidas, o atendimento fica limitado a uma pessoa por família, observando a restrição de um cliente por atendente, bem como os protocolos de higiene;

Fica proibida a permanência de pessoas em locais abertos, permitida apenas a circulação. Ficam interditadas as praias de Pelotas;

Estão proibidas reuniões e atos públicos e particulares que provoquem aglomerações, independente do número de pessoas, mesmo familiares que não coabitem;

As forças de segurança intensificarão a fiscalização no cumprimento do decreto;

O embarque-desembarque de passageiros do transporte intermunicipal ocorrerá exclusivamente na Eterpel, que atuará em regime de plantão, com número reduzido de servidores;

Em caso de descumprimento, poderão ser aplicadas multas e interdições de estabelecimentos.

Ampliação de leitos

O município conta com 50 leitos de UTI Covid. A partir de segunda-feira (8), serão 60, sendo os dez novos referentes a quatro da Santa Casa de Misericórdia e a seis do Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP). Ainda, haverá oito novos leitos de Enfermaria na Santa Casa. Todos exclusivos para atendimento a pacientes com coronavírus.

Conforme a prefeita, o município ultrapassou 100% de ocupação de leitos de UTI. Até as 10h desta manhã, eram 52 internados (50 positivados  e duas pessoas com suspeitas da doença em leitos de UTI Geral).  “Já estamos vivendo esse colapso”, destacou a chefe do Executivo.

Para atender os pacientes com a doença, ao todo, o município passa a ter 60 leitos de UTI Covid Adulto, além dos cinco leitos de UTI Pediátricos, 83 leitos de Enfermaria (incluindo os oito novos), dez leitos de suporte ventilatório e dez leitos de Enfermaria Pediátricos.

“Estamos ampliando a rede de atendimento, mas isso não basta. Ir para a UTI não é a solução. Precisamos que a população nos ajude cada vez mais”, afirmou.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome