Pelotas: Última atualização do São Gonçalo marca 2,83 metros

Segundo a última medição realizada pelo sensor do Sanep, às 18h, o nível encontra-se em 2,83 metros. (Foto: Janine Tomberg)

Segundo a última medição realizada pelo sensor do Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas (Sanep), às 18h desta segunda-feira (20), o nível do canal São Gonçalo encontra-se em 2,83 metros. Após atingir mais uma vez os 3 metros no domingo (19), o nível do canal São Gonçalo baixou para 2,81 metros às 8h de hoje (20), reduzindo ainda mais entre as 12h e 13h, quando marcou 2,79 metros.

Confira as últimas aferições do nível do canal:

  • 12h: 2.79 metros
  • 13h: 2.79 metros
  • 14h: 2.80 metros
  • 15h: 2.81 metros
  • 16h: 2.81 metros
  • 17h: 2.82 metros
  • 18h: 2.83 metros

A Lagoa dos Patos também tem aumentado levemente ao longo do dia, passando de 2,40 metros, às 8h, para 2,54 metros, às 18h. A aferição é feita pelo Laboratório HidroSens da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Confira as últimas aferições do nível da lagoa:

  • 12h: 2.44 metros
  • 13h: 2.46 metros
  • 14h: 2.49 metros
  • 15h: 2.49 metros
  • 16h: 2.50 metros
  • 17h: 2.53 metros
  • 18h: 2.54 metros

Em comunicado feito através das redes sociais na manhã desta segunda-feira (20), a prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) informou à comunidade sobre o atual cenário de chuvas e alagamentos na região.

Ressaltando os registros tidos durante o fim de semana, a gestora explica que houve uma diminuição gradual nos níveis da Lagoa dos Patos e do canal São Gonçalo, atualmente em 2,40 metros e 2,81 metros, respectivamente.

Conforme as previsões da semana passada, o alerta máximo permanece para os próximos dias, e a prefeita ressalta que os ventos, até então a sudoeste, estavam segurando as águas no norte da lagoa, tendo por consequência o aumento do Guaíba, que antes estava diminuindo. Na noite desta segunda-feira, no entanto, Paula alerta que a previsão é de que o vento deva seguir em sentido nordeste, empurrando a água para a região, efeito que causa preocupação e mantém a população em alerta por conta da previsão de chuvas volumosas que devem começar ainda na tarde de terça-feira (21).

Sobre as escolas, Paula informa que as aulas permanecem suspensas, pelo menos, até a quarta-feira (22), quando se fará uma nova análise da situação.

A prefeita comentou sobre as alternativas que o município está buscando junto ao Serviço Autônomo de Saneamento Básico (Sanep) para diminuir o nível da água no laranjal, que ainda é alto, principalmente na orla. Tudo passa pelo barramento da rua Nova Prata, apontou Paula.

Por fim, a chefe do Executivo pelotense destacou que o mapa de alerta permanece sem alterações e pediu para que a população que ainda permanece nas áreas de risco siga em vigia.

Até o último balanço divulgado pela Prefeitura, às 12h de segunda-feira, 726 pessoas estavam em abrigos públicos.

  • Z3 (salão paroquial João Paulo II): 44 famílias, 153 pessoas;
  • Laranjal (Escola Edmar Fetter, rua cinco, número 100): 38 famílias, 155 pessoas;
  • AABB (rua Alberto Rosa, 580): 36 famílias, 93 pessoas;
  • ESEF (rua Luis de Camões , 625): 48 famílias, 125 pessoas;
  • Santa Teresinha Futebol Clube (rua Santo Antônio, 86) nove famílias, 21 pessoas;
  • Cenáculo (avenida Dom Joaquim, 1.618): 13 famílias, 47 pessoas;
  • Cavg (avenida Ildefonso Simões Lopes, 2.791): 43 famílias, 109 pessoas;
  • Exército de Salvação (avenida Fernando Osório, 6.745): seis famílias, 23 pessoas.

Doações e Voluntariado

Necessidade de doações: Alimentos, itens de higiene, roupas e móveis de plástico. As doações podem ser entregues na rua Marechal Deodoro 404, prédio da Secretaria de Assistêncioa Social.

Voluntários: Precisamos de voluntários para auxiliar no manejo dos animais na Associação Rural de Pelotas, que conta com um alto número de animais de pequeno e grande porte.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome