Pelotas: Sete cães são adotados na Festa Cãonina na ARP

Foram disponibilizados 73 cães para adoção, entre machos e fêmeas de várias idades, porte e pelagem. (Foto: Maria Eduarda Lopes)

Pelotas ofereceu uma programação diferenciada à população neste domingo (30). Na Associação Rural (ARP), foi realizada a Festa Cãonina, com tema inspirado em festas juninas, com espaços característicos e atividades variadas para entreter o público e promover a doação de cães abrigados, resgatados da enchente. O evento promovido pela Prefeitura, coordenado pela Secretaria de Qualidade Ambiental (SQA) e parceiros, transcorreu das 10h às 17h, com 73 animais disponíveis para adoção, dos quais sete já têm novo lar.

“Destaco que a iniciativa da Festa foi voltada a chamar a atenção da sociedade para adoção responsável dos animais resgatados durante as enchentes. O evento buscou atrair as famílias para um dia de diversão e integração com a causa animal, com a participação de várias entidades parceiras e voluntários que atuaram de forma destacada durante o período de crise climática”, avalia o secretário de Qualidade Ambiental, Eduardo Schaefer, acrescentando que os cães adotados terão prioridade na castração gratuita, realizada pelo Município.

Além da SQA, a Festa Cãonina contou com a participação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio do Centro de Controle de Zoonoses, Point dos Bichos, Mintem Petland, Central Pet e Clínica Sentinela. O evento teve como apoiadores a Patrulha Ambiental (Patram), Ministério Público (MP), Hospital de Clínica Veterinária (HCV), Núcleo de Reabilitação de Fauna Silvestre (Nurfs), Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), veterinários e voluntários dos abrigos, SOS Animais, Viratampa, e o Comitê Municipal de Proteção Animal (Comupa).

Relato de uma adotante

A jovem estudante de 16 anos, Isadora Pereira Soares, mesmo já tutora de uma cachorrinha de quatro anos, também adotada, não resistiu aos encantos de uma nova pet e saiu da Festa Cãonina acompanhada. “Ela ganhou meu coração. Eu a vi e, no mesmo momento, me chamou atenção. Ela fez a sedução e eu tive que adotar. A experiência aqui na Rural foi incrível. É uma sensação muito boa a de fazer um animal feliz”, relatou.

Os novos tutores recebem certificado de adoção. O abrigo na ARP permanece aberto de domingo a domingo, das 8h às 20h, para receber interessados que queiram visitar as instalações, voluntários que tenham disponibilidade para auxiliar ou futuros tutores que desejem adotar um cão.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome