Pelotas: Prefeitura reforça ações preventivas com alerta de fortes chuvas

Os principais sites de meteorologia apontam que os maiores índices de chuva na região ocorreram entre quarta (22) e quinta-feira (23). (Foto: Igor Sobral/Arquivo/Prefeitura de Pelotas)

Diante do aviso hidrometeorológico emitido nesta segunda-feira (24), com validade até quarta-feira (26), pela Defesa Civil do Estado e Agência Nacional de Águas (ANA), a Prefeitura de Pelotas reforça ações preventivas para evitar possíveis estragos e prejuízos diante da previsão de chuvas excessivas.

O coordenador da Secretaria de Ações da Cidade (SAC), Flávio Al-Alam, ressaltou que trabalhos, como a limpeza dos grandes canais de escoamento pluvial e a manutenção das bombas de drenagem, têm sido intensificados, nos últimos meses, para reduzir os impactos de eventos climáticos mais intensos.  Além disso, equipes da Prefeitura e da Defesa Civil municipal mantêm o monitoramento das áreas consideradas de risco.

Conforme o alerta, há a indicação de volumes expressivos de chuva nas próximas horas, mas com vento de menor intensidade do que foi verificado durante o temporal do dia 13.

O que diz o alerta

De acordo com o alerta de classificação vermelha para a Metade Sul, a previsão é que entre a terça e a quarta-feira (25 e 26), as chuvas ganhem força sobre a região Sul e parte da Campanha, devido à atuação de área de baixa pressão. Em seguida, deverá ocorrer a formação e avanço de frente fria associada a um ciclone extratropical no Uruguai.
Na terça-feira, com a área de baixa pressão avançando e atuando na metade sul do Estado, as chuvas ganham força, sendo persistentes e com forte intensidade. Há risco de volumes em torno dos 30 aos 45 milímetros/dia, na Campanha e Sul, devendo chegar aos 70 milímetros/dia em algumas regiões. Também há condições para temporais, com eventual queda de granizo e rajadas de vento entre 40 e 60 quilômetros por hora isoladamente.

Na quarta-feira (26), com a formação de uma frente fria associada ao ciclone extratropical sobre o Uruguai, as instabilidades se espalham para a maioria das regiões gaúchas, com risco de temporais pontuais acompanhados de eventual queda de granizo e rajadas de vento entre 40 e 60 quilômetros por hora. Nas áreas da metade sul, as chuvas seguem intensas e constantes, devendo trazer acumulados em torno dos 30 e 45 milímetros/dia. Por conta do ciclone sobre o oceano, o mar ficará agitado em toda a costa gaúcha.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome