Pelotas: Mata do Totó receberá 200 mudas para reflorestamento

Mudas de árvores. (Foto: Divulgação/ Grupo de Danças Folclóricas Alemãs Sonnenschein)

A Prefeitura, em parceria com o Rotary Club de Pelotas Oeste, com apoio do Interact Club de Pelotas Oeste e do grupo de escoteiros Lis da Lagoa, avança com o projeto de recuperação da Mata do Totó, no Laranjal, com o plantio de 200 mudas de diversas espécies neste sábado (8). A atividade faz parte do programa Ciclo Verde, instituído no ano passado pelo Município e desenvolvido pela Secretaria de Qualidade Ambiental (SQA).

A Mata do Totó é classificada como Área de Proteção Permanente (APP), protegida pela legislação municipal – Lei Municipal 4.336/1998 -, que declara o local como de valor paisagístico e ecológico. “O principal objetivo do plantio de mudas de espécies arbóreas, nativas da localidade, é recuperar a área degradada. Como preparação para essa atividade, foi necessária a limpeza, com retirada do lixo seco pela Administração Regional do Laranjal, vinculada à Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura”, observa o secretário de Qualidade Ambiental, Eduardo Schaefer.

De acordo com a secretário, o Totó é remanescente da Mata Atlântica, concentrando biodiversidade de espécies arbóreas nativas e com importante papel de corredor ecológico junto à Lagoa dos Patos. As 200 mudas em plantio são das espécies açoita-cavalo, aroeira-vermelha, capororoca, tarumã-de-espinho, sarandi, braquilho, cocão, ingá-banana, guajuvira, paineira e timbaúva.

Plantio na zona do Porto

Ainda no sábado (8), as atividades do Programa Ciclo Verde Pelotas chegam à região do Porto, onde as equipes da SQA, em parceria com o Clube Náutico Gaúcho, irão realizar o plantio de 50 mudas de diferentes espécies arbóreas.

O Clube de Remo fica localizado na rua Bento Martins, 2, quase esquina com a Travessa Um, próximo das margens do canal São Gonçalo. Está previsto o plantio de mudas de araçá, ingá-banana, capororoca, angico, cocão e chauchau.

Programa Ciclo Verde

O programa, lançado em junho de 2021, possui três eixos de atuação – Bairro Verde, Compensatória Verde e Ação Verde -, todos voltados para a preservação de áreas arborizadas da cidade.

O Bairro Verde atua no intuito de avaliar necessidades de manejo arbóreo em microrregiões da cidade. Após avaliação pelas equipes da SQA, caso haja necessidade, são realizadas poda, supressão ou transplante das árvores. Também são feitos plantios de mudas adequadas para rearborizar o local.

O eixo Compensatória Verde visa reparar a retirada de árvores por parte de instituições e membros da sociedade civil. A iniciativa orienta a doação, o plantio e a manutenção de mudas por dois anos. Dessa forma, os responsáveis por compensar o dano gerado ao meio ambiente são orientados por servidores da Prefeitura, e recebem o Guia de Arborização, com instruções para o plantio de espécies arbóreas.

O eixo Ação Verde consiste na busca de entidades do terceiro setor que, em parceria com a SQA, realizam o plantio de mudas em áreas verdes da cidade. A aproximação com entidades não governamentais tem o objetivo de tornar o meio ambiente mais agradável para todos.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome