Pelotas: Em segunda live do dia, Paula alerta sobre suba do Arroio Pelotas e novas áreas de risco

Prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) realiza segunda live nesta sexta-feira (24). (Foto: Gustavo Vara)

A Prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) realizou a segunda live desta sexta-feira (24). O comunicado das 15h30 atualizou sobre a situação do Canal São Gonçalo, Lagoa dos Patos e Arroio Pelotas, o qual vem apresentando aumento com as chuvas. Também comentou sobre as áreas acrescentadas no Mapa de Risco e retorno das aulas no município.

Segundo a prefeita, as chuvas acumularam num volume maior do que o previsto, tendo registrado 185mm em algumas regiões, em outras variaram entre 160 e 130mm. Esse cenário representa muita chuva em um território já encharcado e cujo o corpo hídrico que recebe todas essas águas pelo sistema de drenagem é o São Gonçalo.

A Lagoa dos Patos vem apresentando recuo, de acordo com Paula, baixando em 30cm. A prefeita justifica o fenômeno com a mudança dos ventos, o qual está em sentido sudoeste, favorecendo a baixa nas águas da lagoa. Situação que não tem se verificado no Canal São Gonçalo, o qual se mantém estável, porém em nível alto.

Mesmo com a chuva, o Canal São Gonçalo se manteve estabilizado em um nível alto, chegando à 2,90m. Segundo a última medição, divulgada pela Prefeitura às 14h, o canal se encontrava em 2,87m – situação que se mantem desde às 11h. Segundo a prefeita, essa situação dificulta a vasão das águas, uma vez que todos os canais de drenagem do município desaguam no São Gonçalo que já está muito cheio.

Porém, a gestora revela uma boa notícia, todas as Casas de Bombas, menos a do Laranjal, que foi inundada; estão em pleno funcionamento, inclusive com as bombas suplementares, emprestadas pelos empresários. Além disso, também afirma que a situação da casa de bombas do Laranjal está sendo acompanhada pela Prefeitura e que a devida intervenção será feita assim que possível.

Mesmo com as bombas funcionando, algumas novas regiões foram acrescentadas em vermelho no Mapa de Risco, entre elas, Farroupilha, Ceval, Av. Francisco Caruccio, Av. Brasil e áreas baixas da Colina do Sol. De acordo com a prefeita, isso se dá porque o sistema de drenagem está muito pressionado por tanta água e chuva. Assim, as águas acabaram entrando nas ruas, mas poucas casas foram atingidas.

“Por isso colocamos em vermelho, para as pessoas ficarem mais atentas e aquelas que pudessem que saíssem de suas casas. Até porque a temperatura está caindo e vai cair mais, à noite a temperatura deve ficar abaixo de 10ºC. O vento, chuva e frio, tudo isso junto, é muito ruim”, explica ela.

Paula ainda afirma que o intuito não é assustar os moradores, mas sim tirá-los de suas casas que, diante desse cenário, pode prejudicar a saúde dos moradores, principalmente de crianças, acamadas, com comorbidades e idosos.

Com isso, a prefeita ainda anuncia um abrigo e uma cozinha comunitária, que estão sendo organizados na Igreja São João, com o apoio da Secretaria de Assistência Social. Além disso, também está sendo reforçado o policiamento nas áreas evacuadas.

Outra novidade, dessa vez preocupante, é que as chuvas tem causado a elevação visível no Arroio Pelotas, que também desagua no Canal São Gonçalo. Dessa forma, os altos níveis do São Gonçalo dificultaria o escoamento do arroio e geraria um possível extravasamento dessa água. Portanto, a região do Areal Fundos, Vila da Palha, Charqueadas, Marina Ilha Verde, Recanto de Portugal (que agora encontra-se inteiramente em vermelho no mapa) e toda a região ao longo do arroio ficam em alerta dobrado.

“Para aquelas pessoas que ainda não saíram de suas casas: Fiquem atentos, pois é possível que a água suba um pouco mais nessas áreas. Então pelo princípio da precaução, que tem nos guiado todo tempo, sugerimos que as pessoas que estavam em área laranja no Recanto de Portugal, que também fiquem atentas e, se possível, procurem sair de casa”, alerta a prefeita.

As aulas estão, em princípio, mantidas para recomeçar a partir de segunda-feira (27). Porém, em caso de mudança, as informações serão repassadas ao longo do fim de semana.

Confira o Mapa de Risco:

Confira o novo mapa aqui.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome