Pelotas: aulas retornam com tranquilidade e segurança

Educandário, que ficará fechado por 10 dias, passará por desinfecção e inspeção da Vigilância Sanitária. (Foto: Rodrigo Chagas)

Depois de mais de um ano e meio longe do convívio escolar, alunos do 3º ano ao 5º do Ensino Fundamental voltaram às salas de aula da rede municipal nesta quarta-feira (1º). A retomada de forma híbrida – com atividades presenciais e remotas – foi gradual e marcada por muita expectativa de educadores e estudantes e por rigorosos protocolos e medidas de segurança sanitária.

Na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Luciana Araújo, a movimentação foi tranquila, com nova rotina desde o portão de entrada. Os estudantes passavam por aferição de temperatura, higienização dos pés e das mãos, observado o distanciamento por espaços demarcados para o fluxo de entrada e saída do educandário.

Satisfação com a volta
Os novos procedimentos não diminuíram a empolgação e a alegria do pequeno João Ferreira de seis anos em retornar à escola. “Eu estava com saudade da professora, porque aqui a gente consegue fazer muitas coisas, brincar, fazer o teminha”, descreveu o estudante do 1º ano.

Conforme a diretora Simoni Tomaschewski, ainda são realizadas reuniões de orientação aos pais sobre as dúvidas e o cumprimento de todos os protocolos estabelecidos pela Vigilância Epidemiológica. Destacando a reação dos estudantes com o retorno, disse: “É um momento diferente, de muita readaptação, porque a escola era um ambiente de conviver, de brincar, de se abraçar e, neste primeiro momento, a gente conversou muito sobre isso e notamos que as crianças estavam ansiosas para voltar e se sentem bem, seguras, querem brincar, aproveitar, estão curiosas com a escola e com muita vontade de se relacionar com outros – o que é muito importante”, acreditando que o retorno será gradativo.

De acordo com a secretária municipal de Educação e Desporto, Adriane Silveira, o trabalho de formação e capacitação sobre os protocolos e medidas sanitárias e sobre os processos pedagógicos para o ensino híbrido, que vem sendo realizado ao longo de 2021, resultou no retorno à presencialidade, com alunos conscientes, protocolos sanitários incorporados às rotinas escolares e comunidades participativas. “Esta é a realidade que estamos vivenciando nas escolas da rede municipal e tem sido emocionante para todos! Estamos vendo equipes diretivas, professores, trabalhadores da Educação sensibilizados com a alegria e a felicidade dos alunos, por estarem de volta às escolas, e com as manifestações das comunidades sobre a importância da escola na vida das crianças e das famílias”, conclui a secretária.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome