Educação em Pelotas é destaque em premiação do Ministério Público

Secretária de Educação e Desporto, Adriane Silveira, representou a Prefeitura na cerimônia, junto da diretora pedagógica, Cristiane Quiumento. (Foto: Divulgaçãp/Smed)

Pelotas recebeu, na última sexta-feira (21), menção honrosa do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) para a plataforma Busca Ativa Escolar e um prêmio de destaque devido à recuperação de aprendizagem realizada na cidade pelo Práticas Pedagógicas de Intervenção nos Anos Iniciais e Finais (Prapedi). Foram 497 municípios avaliados, durante o período de pandemia do coronavírus e pós pandêmico. As premiações ocorreram em Porto Alegre, em um evento promovido pelo MPRS, por meio do Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude, Educação, Família e Sucessões.

“Meus cumprimentos efusivos a nossa rede municipal de ensino pela resiliência e capacidade de se reinventar, dando uma educação de qualidade aos nossos jovens. Eles tiveram que buscar alternativas e caminhos durante e após a pandemia para combater seus efeitos nocivos, como o aumento expressivo da evasão escolar, e esse esforço vem tendo resultado e nós constatamos isso no dia a dia das escolas. A maior constatação talvez seja o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb): apesar de toda a crise pela qual a educação foi atingida, nós conseguimos avançar e nossos alunos estão aprendendo mais tanto nos anos iniciais como finais”, afirmou a prefeita Paula Mascarenhas (PSDB).

As experiências da gestão da educação municipal foram selecionadas pelo Ministério Público do RS, considerando as potencialidades desenvolvidas na rede municipal de ensino através das duas iniciativas, segundo a secretária de Educação e Desporto, Adriane Silveira, que representou a Prefeitura na cerimônia, junto da diretora pedagógica, Cristiane Quiumento.

Busca Ativa Escolar

A Busca Ativa Escolar é uma estratégia para redução da evasão escolar em Pelotas, e é trabalhado como um processo permanente coordenado pela Smed e desenvolvido intersetorialmente junto às secretarias de Saúde (SMS) e de Assistência Social (SAS). A plataforma é integrada às escolas por meio da atuação da orientação educacional e equipes diretivas das unidades de ensino da rede, com o objetivo de resgatar os alunos com baixa frequência ou evasão escolar.

“Pelotas ganhou o prêmio maior do Busca Ativa Escolar considerando que nós, com 32 mil alunos, tivemos um processo de busca de somente 75 alunos através da nossa rede intersetorial entre saúde, educação e assistência social. Isso quer dizer que apenas 0,23% dos alunos de nossa rede precisaram ser buscados para retornar à escola”, detalhou Adriane.

Já o Prapedi visa resgatar a aprendizagem dos alunos ao longo de todo o ano letivo, fomentando e garantindo o aprendizado dos educandos, em turno inverso ao das aulas regulares. De acordo com a titular da Smed, através deste programa, buscou-se fazer não apenas a recuperação da aprendizagem dos estudantes, mas a recomposição dela para superar as dificuldades que eles tiveram em não puderam estar no ambiente escolar no ano de 2021, seguido pelo ensino remoto e retornando a 100% de presencialidade somente a partir do dia 6 de novembro de 2021.

Além dos servidores da Smed, essa homenagem reconhece, na visão da secretária de Educação, os técnicos da SMS e da SAS no processo do Busca Ativa Escolar, aliado ao empenho das equipes diretivas, professores, orientadores educacionais e comunidade escolar, que “buscaram superar as adversidades que a pandemia trouxe dentro da realidade do contexto escolar, possibilitando a retomada dos jovens dentro do espaço escolar. Mas não só os alunos dentro da escola, mas os alunos dentro da escola aprendendo”.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome