Jaguarão: Oitiva do vice-prefeito na CPI da Santa Casa dura mais de três horas

Oitiva com vice-prefeito foi a última da Comissão, segundo o relator. (Foto: Divulgação/Assessoria da Câmara de Vereadores)

Encerrando as atividades de oitivas da CPI da Santa Casa, instalada pelo poder Legislativo de Jaguarão, a comissão recebeu, na manhã de segunda-feira (30), o vice-prefeito e gestor-presidente da entidade, Rogério Cruz (MDB).

Na ocasião, o depoente ouviu todos os questionamentos como, por exemplo, relativos à negligência médica, emendas parlamentares, benefício na contratação de empresas, e respondeu, dentro de suas limitações.

Após ser ouvido por mais de três horas, o vice-prefeito enalteceu que a CPI está contribuindo para a administração do hospital. “Muitos dos tópicos levantados aqui estamos trabalhando para arrumar. Errar todo mundo erra, e somos humildes o suficiente para reconhecer e tentar ajustar”, declarou.

Quando levantada a questão de uma possível negligência médica dentro da ala Covid, Cruz ressaltou que uma sindicância está sendo aberta e que ele não iria se manifestar a respeito. “Isso cabe aos responsáveis pelo setor, após a sindicância a mesa gestora irá se reunir e tomar as providências”, disse.

Cruz também deu seu parecer a respeito da contratação da empresa JJ Construções e Representações Ltda, responsável por realizar as adequações e estruturas para o combate a Covid-19 dentro da Santa Casa, e que teria recebido uma quantia de, aproximadamente, R$ 430 mil em dinheiro vivo. Para o vice, a empresa seria a melhor da cidade em questão de marcenaria e, quando foi fechado o acordo, Gilcelli Machado não era titular ou secretária adjunta da Saúde, mas possuia um cargo de diretora.

Sobre a Associação Somos Todos Santa Casa, outro tópico levantado durante a oitiva, Cruz explicou para os vereadores que não lembrava quem foi o autor da ideia de que os recursos para a Santa Casa fossem depositados ali em caráter privado.

Segundo o relator, vereador Luciano Terra (PP), a oitiva do vice-prefeito encerrou o processo da CPI, que agora será destinado à confecção do relatório que deverá ser entregue até o dia 15 de setembro.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome