Desafio de acessibilidade: vereadores vivenciam um dia como uma pessoa com deficiência em Canguçu

Participam da ação o vereador Arion Braga (Progressistas) que faz o papel de um deficiente auditivo; a vereadora Iasmin Roloff (PT) que vive o dia de uma pessoa com deficiência visual e o vereador Leandro Ehler (MDB) que deve presenciar o cotidiano de uma pessoa com deficiência física nos membros inferiores. (Foto: Liziane Stoelben/JTR)

Teve início, na manhã desta segunda-feira (5), uma iniciativa do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência que desafiou os vereadores a passarem um dia como uma pessoa com deficiência em Canguçu. A ação teve início no Plenário da Câmara, ainda passará pelas Secretarias Municipais e ruas do município.

Com o objetivo de conscientizar os agente públicos, as 24 horas do desafio estão sendo vivenciadas pelo vereador Arion Braga (Progressistas) que faz o papel de um deficiente auditivo; a vereadora Iasmin Roloff (PT) que vive o dia de uma pessoa com deficiência visual e o vereador Leandro Ehler (MDB) que deve presenciar o cotidiano de uma pessoa com deficiência física nos membros inferiores.

De acordo com os representantes do Conselho, a busca pela acessibilidade é constantes e durante o desafio os vereadores poderão presenciar problemas e dificuldades enfrentados no dia a dia de canguçuenses que possuem algum tipo de deficiência. A partir desta ação, será possível pensar políticas públicas e iniciativas voltadas à causa dentro de Canguçu.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome