Azonasul instala Observatório Regional de Segurança Pública

Reunião contou com a presença de integrantes de forças de segurança, além da prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas (PSDB), e de Canguçu, Vinícius Pergoraro (MDB (Foto: Divulgação/Azonasul)

Em iniciativa inédita no Estado, a Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) anunciou nesta sexta-feira (30), a instalação do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) para tratar da segurança pública regional. O encontro foi promovido na sede da entidade, em Pelotas, com a presença dos representantes das forças de segurança.

Conforme o presidente da Azonasul, Vinicius Pegoraro (MDB), prefeito de Canguçu, o GGI Regional será capaz de articular ações para redução da criminalidade com estrutura capaz de produzir bons resultados às cidades da região. “Ao unir forças, é possível trocar experiências, planejar melhor e realizar ações conjuntas. Temos que ter a consciência que precisamos uns dos outros”, enfatizou o presidente.

Fruto de estudos do consultor Samuel Rivero, a criação do GGI Regional teve como inspiração o histórico positivo da integração das forças de segurança obtido em Pelotas, com o projeto Pacto Pelotas Pela Paz, que reduziu significativamente os índices de criminalidade através das operações integradas diárias e do esforço articulado conjunto.

Segundo a prefeita Paula Mascarenhas (PSDB), o trabalho em forma regional deverá potencializar as ações coibindo a chamada evasão dos crimes: “estamos diminuindo os índices em Pelotas, mas não podemos permitir que o delinquente saia daqui para cometer o crime em outra localidade. Por isso, essa ação regionalizada é tão relevante”, afirmou.

O GGI Regional vai operar na sede da Azonansul tendo como foco inicial duas áreas: a prisional e os abigeatos. As reuniões serão periódicas e os temas poderão ser apontados pelos colegiados da entidade, formados por gestores municipais de diferentes áreas.

Presenças

Além dos prefeitos de Canguçu e de Pelotas, acompanharam a instalação do GGI Regional o delegado de Polícia Civil, Felix Rafain; o comandante da Brigada Militar, coronel Eduardo dos Santos Perachi; o comandante do Corpo de Bombeiros Militar, tenente coronel, Gerson Luiz da Silva Rodrigues, o delegado da Policia Federal, Gabriel Figueredo Cavalheiro Leite e o chefe da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, inspetor Fabiano Goia.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome