Domingo, 20 de janeiro de 2019, 20:25h


Publicidade

Tordilho
Sicredi

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XIII - Número 643 janeiro - 2019

Fechar X

Ano XIII - Número 643

janeiro - 2019


Home Variedades

Variedades

11-01-2019

Cerrito: Fepam monitora balneabilidade do rio Piratini


Foto: Divulgação Prefeituras de Pedro Osório e Cerrito realizaram sinalizações nos locais de perigo para os banhistas

No Rio Grande do Sul, apenas 44 municípios recebem a vistoria semanal da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). O projeto balneabilidade terá duração de 16 semanas e os resultados das análises da qualidade da água serão divulgados sempre às sextas-feiras, até o dia 1º de março.


Os boletins são elaborados com base nos resultados das informações obtidas em cinco coletas nas semanas anteriores. Para analisar as condições bacteriológicas nas praias e balneários, são utilizados os parâmetros coliformes termotolerantes e escherichia coli, que indicam contaminação fecal, além da contagem de cianobactérias, organismos que podem causar intoxicações.



Os critérios do projeto consideram duas categorias de balneabilidade para águas doces, salobras e salinas: próprias ou impróprias para banho. São consideradas próprias quando os resultados de quatro ou mais das últimas cinco amostras coletadas no mesmo local constatarem quantidade de coliformes termotolerantes igual ou menor de mil ou quantidade de escherichia coli menor ou igual de 800 por cem mililitros.


São impróprias quando os resultados de uma ou mais das últimas cinco amostras coletadas no mesmo local constatar mais de mil coliformes termotolerantes ou mais de 800 escherichia coli por cem mililitros ou, ainda, quando o valor obtido na última amostra for superior a 2,5 mil coliformes termotolerantes ou 2 mil escherichia coli por cem mililitros.


Segurança no rio Piratini 


Mesmo sendo constantemente analisado, o rio Piratini não possui salva-vidas. Assim, as prefeituras de Pedro Osório e Cerrito tentam sinalizar locais de perigos para os banhistas. Em Cerrito, foram instaladas placas e enterradas no leito do rio, já Pedro Osório aderiu a essa experiência neste ano e colocou bandeiras nas cores preta e vermelha, porém os avisos duraram pouco, pois foram retiradas dos locais. 


Em um destes locais antes sinalizados e que agora não possuem mais as bandeiras, devido aos atos de vandalismo, ocorreu um afogamento no último dia 5.


 


Redator: Tradição Regional



Outras notícias desta editoria

Comentários (0)





Fechar  X

Cerrito: Fepam monitora balneabilidade do rio Piratini





O Jornal Tradição Regional não se responsabiliza pelo conteúdo do comentário e se reserva ao direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.


Serão vetadas as mensagens que:


  • Não tratarem do tema abordado na notícia;
  • Sejam repetidas as enviadas pelo mesmo leitor, ainda que com outras palavras;
  • Tenham intenção publicitária, de propaganda partidária, eleitoral ou comercial;
  • Tenham conteúdo ou termos obscenos ou ofensivos;
  • Incentivem racismo, discriminação, violência, medo ou outros crimes;
  • Promovam participação de correntes, spams ou lixo eletrônico.


As opiniões expostas não representam o posicionamento do Jornal Tradição Regional, que não se responsabiliza por eventuais danos causados pelos comentários. A responsabilidade civil e penal pelos comentários é dos respectivos autores. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa de restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento.

Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Fechar  X

Cerrito: Fepam monitora balneabilidade do rio Piratini


Enviado com sucesso!

ok


Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados