Quarta, 17 de outubro de 2018, 03:34h


Publicidade

Sicredi
Tordilho

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XIII - Número 629 outubro - 2018

Fechar X

Ano XIII - Número 629

outubro - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial 92ª Expofeira Pelotas 2018 2018/10

Receitas

Torta de limão

Assine


Home Rural

Rural

11-10-2018

Especial JTR: Uma semana para debater e traçar estratégias às cadeias produtivas regionais 


Edu Rickes Entre os destaques da Conferência, na segunda (8), ocorreu reunião ordinária do Comitê Mirim-São Gonçalo

Maior evento técnico-científico do estado, a Conferência Rural da Zona Sul abriu na última segunda-feira (8), o grande debate do agronegócio regional com o 17º Simpósio de Ovinocultura da Região Sul. Na pauta, temas como alternativas de espécies forrageiras para sistemas anuais, manejo intensivo de ovinos, alternativas forrageiras de verão em invernada de cordeiros, doenças tóxicas em ovinos e métodos de prevenção, linhas de crédito para ovinocultura, melhoramento genético em rebanhos ovinos, entre outros. 


Foram diversos eventos paralelos, como simpósios, seminários, palestras, debates técnicos, semanas acadêmicas, minicursos, que reúnem até hoje (12), especialistas, técnicos, professores e estudantes em um grande debate, com o objetivo de traçar diagnósticos às diversas cadeias produtivas que compõem a matriz produtiva regional: ovinocultura, bovinocultura de leite e de corte, orizicultura, bacias hidrográficas, território, gestão pública, florestas, agroindústrias, vitivinicultura, olivicultura, soja, sucessão familiar, cooperativas, turismo rural, entre outras. Durante a semana, o acesso ao local das palestras no parque Ildefonso Simões Lopes foi liberado.



Entre os destaques da Conferência, na segunda (8), ocorreu reunião ordinária do Comitê Mirim-São Gonçalo, com a presença do diretor do Departamento de Recursos Hídricos (DRH/RS), Fernando Meireles. Os componentes do comitê e a comunidade da região das Bacias tiveram a oportunidade de dialogar sobre o Plano de Bacias, que vem sendo construído em oficinas descentralizadas em diversos municípios.


O Plano é o instrumento legal que permitirá o uso múltiplo, a quantidade e a qualidade da água nas Bacias do Canal São Gonçalo e da Lagoa Mirim. O documento é construído de forma partilhada e democrática junto às comunidades e às atividades econômicas da região, que traçará para os próximos anos, o que se pode e o que não se pode fazer, o que se quer e o que não se quer para o futuro gerenciamento dos recursos hídricos da Bacia Mirim-São Gonçalo.


Outro destaque, na terça-feira (9), foi o Simpósio de Bovinocultura de Corte, quando esteve em pauta a exportação de terneiros: uma alternativa de mercado. Com a palavra, os representantes da Brasil Beef Importação e Exportação Ltda., o zootecnista José Pedro Azeredo Crespo e o bacharel em Direito, Rodrigo Crespo.


A auditora fiscal federal agropecuária, Rafaela Coqueiro de Sá, falou sobre a certificação sanitária da exportação de bovinos vivos. Participou como mediadora, a médica veterinária Andréa Veríssimo. O representante da Intergado, Marcelo Ribas, falou sobre a seleção de animais mais eficientes a partir da avaliação de medidas do consumo individual. A Intergado disponibiliza aos criadores ferramenta para o controle da eficiência produtiva dos animais. 


Ainda, na terça (9), a Associação Gaúcha de Florestadores (Agaflor) realizou o 7º Seminário sobre Florestas Plantadas no Rio Grande do Sul e a 2ª Semana de Florestas Plantadas. Entre os temas abordados, estiveram os “Gargalos ao Desenvolvimento do Setor de Base Florestal no Rio Grande do Sul”. Para o debate, foram convidados, o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Odacir Klein; a secretária de Estado do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ana Pellini; o presidente da Azonasul, Rudinei Härter; o superintendente do Porto de Rio Grande, Janir Branco; os presidentes da Ageflor, Diogo Leuck e da Agaflor, Paulo Benemann; o secretário executivo do Fundeflor, Fabrício Azolin; o superintendente do DNIT no RS, Allan Magalhães Machado; o presidente da Emater, Iberê de Mesquita Orsi e o vice-presidente da Rumo Logística, Daniel Rockemback. O mediador foi o diretor-presidente da Flopal, Paulo Cesar Azevedo.


À tarde, após a abertura do Pavilhão da Floresta Plantada, foi realizado o painel “Perspectivas do Setor de Florestas Plantadas”, com representantes dos segmentos da indústria de carvão vegetal, cavaco, celulose, lenha e biomassa, madeira serrada, madeira sólida (toras), madeira tratada, máquinas e implementos, palets, pellets e resinas. Do segmento de serviços, participaram representantes de planejamento e assessoramento, plantio e manejo, colheita e transporte, exportação e operações portuárias. O mediador foi o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Pelotas, Fernando Estima.


Uma conversa técnica, promovida pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) do município, abordou o cultivo de cogumelos e opções de consumo. Segundo o engenheiro agrícola da SDR, Telmo Lena, o evento não se deteve à forma de cultivo dos fungos, mas se dirigiu à disseminação do consumo de cogumelos pela população. O chef de cozinha Jeferson Almeida, do restaurante Amor Amora, mostrou formas de preparo dos cogumelos, desmistificando a forma de utilização do alimento, com a apresentação dos pratos principais e dos diferentes sabores obtidos.


A agroindústria Colonial Fungi apresentou workshop, com explanação sobre técnicas de cultivo e a importância dos cogumelos na dieta das pessoas. O público-alvo foi o consumidor e interessados na produção. O evento foi marcado pela degustação de pratos à base de cogumelos e mostra dos produtos. A SDR está inserida no contexto de produção de cogumelos, por meio de reuniões promovidas na zona rural com intuito de disseminar o cultivo e incentivar novos produtores. Hoje, a colônia de Pelotas é referência na produção.


O 9º Seminário de Turismo Rural: Roteiros e Sabores esteve entre os destaques da quinta-feira (11), promovido pela Associação Cavaleiros da Costa Doce e Sebrae, em parceria  com a Prefeitura de Pelotas, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação (Sdeti), Associação Rural, Embrapa, Associação Comercial e Gastronomia e Hotelaria da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), durante a conferência rural.


Entre os temas apresentados, estão: Sabores da Colônia, de Morro Redondo, com Adriane Lobo, da Emater/RS-Ascar e Sabores da Casa da Pimenta, com Verônica Tuchtenhagen, de Turuçu. A Cultura Doceira como Patrimônio Imaterial Nacional, a Tradição Doceira de Pelotas e Antiga Pelotas e A Salva Guarda dos Saberes e Fazeres da Região como Produção Doceira, com Giorgio Ronna e Paulina Von Laer também estiveram em destaque.


Estiveram em evidência, ainda, os produtos de agroindústria como os Azeites Costa Doce, com Rodrigo Costa, o doce de leite da Cooperativa Sul Leite, com Raul Amaral e os vinhos da região da Campanha, com a representante da Associação dos Produtores de Vinhos Finos da Campanha Gaúcha, Clori Giordani Peruzzo, foram apresentados aos participantes.


O secretário de Desenvolvimento Rural de Pelotas, Jair Seidel, falou sobre Eventos Rurais como Fator de Desenvolvimento do Turismo Rural. Em seguida, o professor da Unisinos, Marcelo Jacques Fonseca, apresentou Relatório para a Região Costa Doce. O representante da Agência Pedal Curticeira, Leandro Karam, falou sobre a Via Ecológica Serra dos Tapes e o representante da Rede De Agências Receptivas da Costa Doce, Alex Sandro de Oliveira Souza da Agência Laguna Sul, de São José do Norte, abordou a Comercialização dos Roteiros Rurais.


Foram apresentados, também, Novos Negócios de Turismo Rural, como o Sabores do Sítio, pela representante do Turismo Rural de São Lourenço do Sul, Carla Rusch e Espaço Ecoar, integrante do Roteiro Morro de Amores, de Morro Redondo, por Everton Lautenschlager. A pesquisadora da Embrapa Clima Temperado, Rosa Lia Barbieri, falou sobre a Rota dos Butiazais. O evento foi encerrado com a apresentação cultural da Invernada Mini Mirim do CTG Cancela Grande de Morro Redondo, com o tema “Um Amor Artesanal” e oficina de Gastronomia da UFPel.


Especial JTR: Uma semana para debater e traçar estratégias às cadeias produtivas regionais 


Outras notícias desta editoria

Comentários (0)





Fechar  X

Especial JTR: Uma semana para debater e traçar estratégias às cadeias produtivas regionais 





O Jornal Tradição Regional não se responsabiliza pelo conteúdo do comentário e se reserva ao direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.


Serão vetadas as mensagens que:


  • Não tratarem do tema abordado na notícia;
  • Sejam repetidas as enviadas pelo mesmo leitor, ainda que com outras palavras;
  • Tenham intenção publicitária, de propaganda partidária, eleitoral ou comercial;
  • Tenham conteúdo ou termos obscenos ou ofensivos;
  • Incentivem racismo, discriminação, violência, medo ou outros crimes;
  • Promovam participação de correntes, spams ou lixo eletrônico.


As opiniões expostas não representam o posicionamento do Jornal Tradição Regional, que não se responsabiliza por eventuais danos causados pelos comentários. A responsabilidade civil e penal pelos comentários é dos respectivos autores. O usuário tem ciência e concorda expressamente com a prerrogativa de restringir quaisquer conteúdos que violem ou que possam ser interpretados como violadores às disposições do presente instrumento.

Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Fechar  X

Especial JTR: Uma semana para debater e traçar estratégias às cadeias produtivas regionais 


Enviado com sucesso!

ok


Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados