Domingo, 22 de julho de 2018, 01:55h


Publicidade

Sicredi
Tordilho

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XIII - Número 617 julho - 2018

Fechar X

Ano XIII - Número 617

julho - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial 161 anos de Canguçu 2018/06

Assine


Home Colunistas

Hora Luterana

2014-05-19 Pai da Mentira

Alguém disse que uma mentira que é contada várias vezes torna-se uma verdade. Às vezes o mentiroso mente tão bem que até mesmo ele acredita na sua versão. Os recursos tecnológicos têm desmascarado alguns mentirosos. Foi o que aconteceu com a madrasta do Bernardo Boldrine, assassinado em Três Passos, RS. Ela contou versões que foram contrariadas por imagens filmadas em um posto de gasolina. Ela foi desmascarada. A “mentira” é uma triste realidade deste mundo. Já a “verdade” traz segurança, certeza, tranquilidade. Com muita frequência, por um ou outro interesse, alguém acrescenta uma substância diferente e contamina uma situação verdadeira. Tal qual tem sido feito com o leite. Empresas e produtores têm acrescentado produtos proibidos e perigosos como formol, soda cáustica, água oxigenada, ureia e outras substâncias, tirando a pureza do produto. Assim também no cotidiano: fofocas, calúnias, difamações, adulteram a verdade, estragam reputações! A Bíblia deixa claro que o Pai das Mentiras é o próprio Diabo. Está escrito: “Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.” (Jo 8.44). A mentira não é coisa simples! Devemos ter cuidado com ela. Não devemos permitir que ela vire hábito em nossas vidas. O contraponto é que Jesus se apresenta como a verdade. Ao ser interrogado por Pilatos, Jesus afirma que foi para anunciar a verdade que ele veio ao mundo, e ainda diz que quem é da verdade, ouve a sua voz (Jo 18.37). Todas as mentiras são prejudiciais, mas afirma-se que o maior mentiroso é aquele que mente para si mesmo. Do ponto de vista espiritual, temos que admitir a “verdade verdadeira”, com toda a redundância possível. E a “verdade verdadeira” é que somos pecadores, somos falhos. Sentimos inveja, ciúmes, raiva, desejos errados, cobiçamos, falamos e pensamos de maneira errada. Mas muitos tentam tapar o sol com a peneira e fazer-se de bonzinho perante Deus. A Bíblia diz assim: “Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”(1 Jo 1.8-9). Notem que Deus é capaz de nos purificar de todas estas substâncias que adulteram a pureza da verdade. Estamos contaminados! Muitas vezes a mentira vive em nós e está em nós! Buscar a Deus. Pedir perdão. Recomeçar – eis o caminho para vida pura, “verdadeira”, sincera. Não vamos nos iludir. Os olhos de Deus nos acompanham, tal qual câmeras escondidas. Porém, a alegria é saber que seu olhar é paterno, misericordioso , pois Ele está sempre pronto a perdoar e nos tirar das garras do Maligno , o Pai da Mentira.

Comentários (0)





Fechar  X

Pai da Mentira




Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

www.horaluterana.org.br

Arquivo

Publicidade

Publicidade



Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados