Sexta, 14 de dezembro de 2018, 14:18h


Publicidade

Tordilho
Sicredi

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XII - Número 638 dezembro - 2018

Fechar X

Ano XII - Número 638

dezembro - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Agronegcio - Edio IV 2018/11

Receitas

Pssego Trufado

Assine


Home Colunistas

Buenas...

2017-02-06 Coluna do JC

Homem com “H” - Futurista

Roque Soares do Amaral, seu “Noquinha”, desde novo deu início à uma vida de trabalho intensa e vitoriosa. Casado com Dona Emília, tiveram 10 filhos. Deu uma nova dinâmica ao município de Piratini. No Exército, quando convidado a ficar, saiu-se com essa pérola. “O senhor vai me desculpar, mas não nasci pra ser mandado”. E foi à luta, buscando novos horizontes em um tempo de dificuldades. “Foi, viu e venceu”.

“Seu Noquinha”

Foi mascate, carregando e vendendo mercadorias levadas no lombo de cavalos. Taxista, adquiriu uma “barata” para prestar serviços aos médicos pelo interior, a trilhadeira. Com uma velha máquina, passou a prestar serviços aos agricultores, cultivou trigo, milho e outros cereais.

Seu Noquinha II

Montou um moinho, atendendo principalmente o interior. Instalou um “bolicho” na parte térrea do “Palácio do Governo”. Fundou o hotel “Bento Gonçalves”, um tambo de leite, uma barbearia. Comprou o “histórico” Palácio do Governo.

Amor a terra

Sempre demonstrou intenso amor a terra onde nasceu. Envolvido nas atividades políticas, sociais educativas e administrativas. Foi vereador por duas vezes, trabalhista convicto do PTB. Fundador do PDT, Partido Democrático Trabalhista, aliado de Leonel Brizola, seu amigo pessoal e compadre, viabilizou a construção do hospital municipal. Na educação, trabalhou na instalação das escolas Inácia Machado da Silveira, Padre Reinaldo, da Solidão, da Faxina e nas Minas do Paredão, e trouxe ao curso “normal” a Escola Ponche Verde.

Seu Noquinha III

Foi decisivo na manutenção do Banrisul em Piratini. Presidente da Sociedade Recreio Piratiniense, do Rotary Clube de Piratini. Católico e amigo do padre Reinaldo Wiest.

Roque Soares do Amaral  - “Seu Noquinha”

Um piratiniense que orgulha sua terra. Homem sério, correto, empreendedor, amigo, chefe de família, ao lado de Dona Emília, sua mulher, admirável, trabalhadeira, braço forte, soube em sua longa existência. Granjearam a simpatia, admiração e o apreço de todos que os conheceram, deixando para as gerações que seguem um exemplo de vida.  

Comentários (0)





Fechar  X

Coluna do JC




Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Jotac

Arquivo

Publicidade

Publicidade



Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados