Quinta, 18 de janeiro de 2018, 11:25h


Publicidade

Festival Sesc
Sicredi
Sicredi

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XII - Número 590 janeiro - 2018

Fechar X

Ano XII - Número 590

janeiro - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial de Natal 2017 2017/12

Assine


Home Colunistas

Buenas...

2012-06-15 Festas Juninas - So Joo, que bo, que bo!

 

Canjica com pinhão caramelizado - 1/2 Kg de canjica branca; Água a gosto; 2 paus de canela; 5 cravos-da-índia; Casca de meia laranja; 600 ml de leite fervente; 1 lata de leite condensado; 1 xíc.(chá) de pinhão cozido, sem casca cortado ao meio; 2 xíc. Açúcar. Modo de fazer: Em uma panela de pressão, cozinhe a canjica na água com as canelas, cravos e casca de laranja por 40 min. ou até ficar bem macia. Tire a casca, canela e cravo. Acrescente leite fervente e o leite condensado com colher de pau. Cozinhe até ficar cremosa. Em uma assadeira leve o pinhão a 180º graus por 10 min ou até que fique seco e crocante. Em uma panela pequena, derreta açúcar e junte o pinhão, e despeje sobre bancada de mármore untada ou em cima do papel-manteiga untado. Espere esfriar e com um martelo de cozinha quebre o pinhão caramelizado. Sirva a canjica polvilhada com farofa de pinhão. Rende 15 porções. Caso não tenha pinhão ou não ache para comprar, faça assim mesmo, só com açúcar. Fica uma delícia!

Teatro x Cinema

Fiz presença no Teatro Municipal de Canguçu para assistir as cantorias do Fecanpop, rever amigos e isso é sempre gratificante. Gurizada do peixe barulhento (Piratini), Rui Carlos Ávila, o Bonini Guerrinha e tantos outros. Uma coisa admirável no festival foi o horário. Inicio na hora anunciada, coisa rara. Outra, a qualidade dos músicos e cantores buenissima, e por fim o teatro. Pequeno, mas flor de especial. Acomodações de primeira, acústica perfeita. Parabéns aos organizadores. Numa terra de ‘pelo duro’, um festival popular vai muito bem obrigada. Já está partindo pra maioridade.

Teatro x Cinema II

Canguçu tem seu teatro, Pinheiro Machado idem, e Piratini? A velha e boa Piratini, capital dos farrapos, terra de nascença dos finados João Carlos Fogão – do machadinho -, João Feijão Verde, entre outros tantos tauras (não foi só Barbosa Lessa que nasceu lá). Pois é, essa cidade histórica tem um cinema caindo aos pedaços. Por que não investir na compra e posterior restauração? Piratini está encravada na história do Rio Grande, lugar de artistas de renome, um grupo de teatro buenissimo com apresentações no nível da America e não tem um lugar especifico pra shows. Que pobreza de espírito.

Bicicletas x Acidentes

O número de acidentes envolvendo bicicletas é grande em Piratini. A causa maior é o terreno acidentado. Os ciclistas não prestam atenção a esse fato, facilitam e ai tá feita a porqueira. Já aconteceram mortes e não foram poucas, além de lesões graves com sequelas permanentes. Um pouco mais de cuidado vai bem, com certeza.

Política x Fraqueza

Um passarinho soprou que o PMDB pode não apresentar candidato a prefeito em Piratini. Bah, que fraqueza. Estão se entregando que nem vaca pra touro, com as bombachas a meia bunda. Não acredito que uma agremiação política forte vá fazer uma bobagem dessas. Reúnam forças, tracem um plano, uma estratégia de trabalho de real fundamento e se joguem à luta, afinal pelear é a marca registrada do povo farrapo.

Político x Assessor

Um bom político não pode e não deve ficar parado. Dinheiro pras suas emendas parlamentares não cai do céu, tem que se ir a fonte e antes que seque. Mas sozinho não se vai a baile e ai entra a figura do assessor, o guarda-costas ou, se preferir, o seu anjo da guarda, aquele que vai enfrentar as maledicências, os desaforos e as cobranças do eleitorado. Ele tem que saber o que fazer e na hora certa. Ele é o cara. Um político, em qualquer instancia, se não se assessora bem, se afunda, cai em desgraça. Daí a importância da escolha. O meu amigo Binho, há mais ou menos 20 anos, trabalho com o deputado Pedro Pereira, sempre atuante. Não deixa a bola quicando pro inimigo. Se a coisa encardir, bola pro mato que é jogo de campeonato. Um abraço do Jotacê.

Canguçu, gurizada flor de boa

 

Comentários (0)





Fechar  X

Festas Juninas - So Joo, que bo, que bo!




Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Jotac

Arquivo



Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados