Quinta, 18 de janeiro de 2018, 03:42h


Publicidade

Festival Sesc
Sicredi
Sicredi

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XII - Número 590 janeiro - 2018

Fechar X

Ano XII - Número 590

janeiro - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial de Natal 2017 2017/12

Assine


Home Colunistas

Buenas...

2012-05-11 Velrio x Que coisa...

Um velório não é só questão do morto em si. Em certos momentos, ele é o que menos importa. Ali se conversa de tudo – Festas; O sapato da fulana que deve ter custado uma fortuna; Será que chove? A seca tá medonha. Política então, num de repente voltam as baterias contra o governo e ai a ‘cobra fuma’. Parentes que não se visitam, amigos de outrora, enfim é uma parafernália de conversa. Velório não é lugar de matar a saudade, dizem alguns, mas é claro que de vez em quando um cafezito com bolacha ou coisa que o valha cai bem, afinal ninguém é de ferro. Ah, mas um gole de canha sempre ajuda do choro.

Dança das cidades

Quem assistiu pela TV o Faustão ficou maravilhado com o show de coreografia. Cidades nem tão conhecidas deram um espetáculo de encher os olhos. É, eles são craques nesse tipo de espetáculo. Por aqui nossas festas são em setembro e num frio de renguea cusco. Fala de peleias, degolas e coisas do gênero. Quem sabe mudar um pouco o conteúdo e usar o verão como estação? Calma ai, é só um palpite!

Juliano Guerra, sim senhor

Guri dos bons, músico de fundamento, toca MPB a samba de raiz. Assisti um show do dito cujo lá no ‘pão com ovo frito’ (grata surpresa), em Canguçu. Sonoridade, bom de violão e voz, recomendo sem pestanejar. Quer fazer da tua festa um sucesso? Ligue (53) 8446.3359. Acessível a todas as tribos.

Pão com ovo frito x O bar

Lugar flor de bom, ali no bairro Isabel. De terça a domingo, das 19h às 2h dela manhanã. Toda sexta-feira com música ao vivo. Vale a pena se achegar no ambiente. Ah, não é só suco de cevada, tem ‘guedurame’ também. Apareça.

Rodeio em Canguçu

Tiros de laço, gineteada, muita guria bonita – e feia também (poucas). Enquanto a gauchada suava o fiofó no lombo do cavalo, essa equipe se desdobrava preparando um ‘assado’, só por desaforo. Conhece as criaturas?

André Melo

Grande Empresário das festas gaúchas. Rodeios de todo porte, shows de alto nível. André Melo faz presença com extrema competência. Detalhe: É um individuo sério, gente flor de boa e, de quebra, grande laçador. Um abraço do Jotacê.

...Pois é!

Tio Gerson Nunes, aquele do galo de rinha que descascou uma corunilha a ‘puaço no mas’, diz, no seu linguajar andejo, uma coisa certeira como balaço de ‘44’ - “Tudo que é demais é muito”. É, tem razão.

Dia das Mães

Para o Dia das Mães, essa delicia. Sua mãe vai te olhar com outros olhos. Receita da Cássia, nossa companheira de jornal. Gente buenissima com certeza.

Torta da Cássia

Ingredientes - Massa: 240g bolacha maisena; 2/3 tablete de manteiga sem sal. Mousse: 200g chocolate meio amargo; 3 ovos; 1cx creme de leite; 3 colheres sopa açúcar. Creme: 1cx leite condensado; 1 colher sopa margarina. Recheio: Pode ser feito com morangos, uva verde, damasco em passas, castanhas, nozes, avelãs, ou ainda trocar o leite condensado por mousse de maracujá. Preparo - Massa: Triture as bolachas no liquidificador. Numa forma de fundo removível coloque a farinha de bolacha e a manteiga em temperatura ambiente. Misture e molde a massa no fundo e bordas da forma. Coloque em forno pré-aquecido só para dourar, 5 min a 180°C. Creme: Coloque o leite condensado em uma panela com a margarina, leve ao fogo médio mexendo sempre, quando levantar fervura mexa por mais 5 min. Quando estiver morno já pode ser colocado na massa. Pique as frutas ou castanhas e coloque por cima do creme. Mousse: Derreta o chocolate em Banho Maria na panela. Enquanto isso bata as claras em neve separadamente. Separadamente bata as gemas com o açúcar. Acrescente o chocolate derretido nas gemas, batendo. Logo após o creme de leite na mistura, ainda batendo, e por último as claras em neve. Coloque o Mousse na parte superior da torta e leve à geladeira por seis horas. Sirva sem as paredes da forma.

Comentários (1)

03-06-2012 - 02h49min

Nenel Vieira, de canguo-RS, disse:

... O ndio JOTAC deu com os costados aqui pelas bandas do Po com Ovo Frito, em Canguu. Fazia tempos que no nos vamos. Bom saber q continua mais firme que nunca. Obrigado pelo jab! Forte Abrao deste 'bolicheiro e blogueiro' (Conscincia Urbana) Nenel Vieira





Fechar  X

Velrio x Que coisa...




Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Jotac

Arquivo



Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados