Segunda, 25 de junho de 2018, 03:17h


Publicidade

Trilegal
Sicredi
Tordilho

Este conteúdo precisa do Adobe Flash Player instalado.

Get Adobe Flash player


Newsletter

Jornal Tradição

Ano XIII - Número 613 junho - 2018

Fechar X

Ano XIII - Número 613

junho - 2018


Galerias

Publicidade

Especiais

Jornal Tradição

Caderno Especial 161 anos de Canguu 2018/06

Receitas

Sopa paraguaia

Assine


Home Colunistas

Buenas...

2012-05-03 Nen risada, faz tempo!

Já prenderam ou pelo menos descobriram o (s) culpados pelo assassinato com extrema crueldade desse “ex” pacifico cidadão piratinense? É, há mais mistérios entre o Passo da Vila e o Cerro do Galdino do que nossa vã filosofia possa imaginar.

A quem interessar possa – “Cana”

Gramínea de mil e uma utilidades, da cana se aproveita tudo: Bagaço, méis, torta e resíduos da colheita, dos quais se faz o álcool, açúcar, produtos químicos, papel, fermentos, herbecidas, remédios, cera e fibras, além de cachaça, é claro.

Causo com canha

Um amigo da gente chegou no trabalho trocando as pernas e o chefe foi pra cima:

- Isso é estado de chegar no serviço?

O dito cujo retrucou:

- A culpa é do ‘dotor’, justificou.

- O que o médico tem haver com isso?, reinquiriu o patrão. 

- Eu tava enxergando mal e fui nesse tal oftalmo... alguma coisa, ele escreveu uma receita e me deu, não entendi nada (hic). A letra dele é muito ruim, só consegui ler o que tava escrito lá embaixo, depois dos garranchos (hic)... Pinga três vezes ao dia. Segui o conselho de quem entende. É, pois é.

Eleições x Penca

Nem fizeram os ‘remates’ e já estão enchendo a ‘matungada’ de defeitos. É, molho de pimenta no fiofó alheio é Hipoglós. Palavras do tio Gerson Pires, morador lá das Cacimbinhas, ali quem vai pra Montevidéu.

Culinária – Dia das Mães

Deixe a ‘maezona’ quietita, levante mais cedo e prepare um chimarrão bem ‘topetudo’. Hoje a cozinha é contigo, olha só que receita:

Costela de tiras à Cerro Agudo

Ingredientes: 1 costela de mais ou menos 1 kg e meio; manteiga sem sal; sal grosso.

Preparo: Besunte toda a costela com a manteiga, grude o sal grosso e leve ao fogo com os ossos voltados para o braseiro a uma distancia de maios ou menos 45 cm, por aproximadamente uma hora. No que ‘branquear’ os ossos, baixe o espeto ou grelha para dourar a carne – ossos pra cima. Aprontou? Tire o espeto pra um lado e dê um ‘pranchaço’ a moda ‘tio Patorra’ pra alivia o salgume. Sirva com farinha de mandioca, mandioca frita e um sagu de sobremesa. A tarde promete ‘paizão’.

Herança: Bendita x Maldita

O ‘cristão’ trabalha uma vida inteira pra juntar os chamados bens – campo, carro, casa, algum dinheiro -, fica velho (alguns não chegam lá) e ai dá o ‘peido’ mestre, ou seja, morre. Nesse momento começa a peleia da divisão. O individuo nem esfriou e a parentada está que nem corvo em carniça. Cada um quer o pedaço que julga lhe pertencer, brigam até pela sobra dos remédios. O chamado ‘ser humano’ e fantástico.

Canguçu x Fecican

Vale a pena uma visita a princesa dos Tapes. Rede hoteleira muito boa, restaurantes de primeira linha, o melhor lombo de porco do Rio Grande. “Churrascaria do Suli”. Buffet? Churrascaria do Alemão, em frente a rádio Liberdade. Zé Gotinha é o nome do assador, competentíssimo e bom de papo. O Ginásio de Esportes Ernani Conrado Bento recebe e mostra as potencialidades do município, que não são pouco. Apareça.

Comentários (0)





Fechar  X

Nen risada, faz tempo!




Enviado com sucesso!

Em breve, o Jornal Tradição
Regional entrará em
contato com vocé.

ok

Jotac

Arquivo

Publicidade

Publicidade



Jornal Tradição Regional - O elo da notícia até você.

Av. Imperador Dom Pedro I, 1886, sala 1 - Bairro Fragata - CEP: 96030-350 - Pelotas/RS

E-mail: jornaltradicao@jornaltradicao.com.br / Telefone: (53) 3281 1514

© Todos os direitos reservados